sábado, 31 de agosto de 2013

Mourning and Melancholia


The patient represents his ego to us as worthless, incapable of any achievement and morally despicable; he reproaches himself, vilifies himself and expects to be cast out and punished...
It would be equally fruitless from a scientific and therapeutic point of view to contradict a patient who brings these accusations against his ego.
He must surely be right in some way and be describing something that is as it seems to him to be.

Indeed we must at once confirm some of his statements without reservation.
He really is as lacking in interest and incapable of love and achievement as he says...
He also seems to us justified in certain other self-accusations; it is merely that he has a keener eye for the truth than other people who are not melancholic.

When in his heightened self-criticism he describes himself as petty, egoistic, dishonest, lacking in independence, one whose sole aim has been to hide the weaknesses of his own nature, it may be so far as we know, that he has come pretty near to understanding himself...

We only wonder why a man has to be ill before he can be accessible to truth of this kind.

—SIGMUND FREUD
in, “Mourning and Melancholia”

Cora Coralina


O passado foi duro
mas deixou o seu legado
Saber viver é a grande sabedoria
Que eu possa dignificar
Minha condição de mulher,
Aceitar suas limitações
E me fazer pedra de segurança
dos valores que vão desmoronando.
Nasci em tempos rudes
Aceitei contradições
lutas e pedras
como lições de vida
e delas me sirvo
Aprendi a viver.

Cora Coralina

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Os Animais de Poder


Desde a antiguidade, segundo registos, existem rituais onde os homens e animais se faziam presentes. Hoje os encontramos em nosso dia a dia na astrologia, na alquimia, nas cartas de tarô entre outros. Existem algumas maneiras de se descobrir o animal que está presente em nosso interior, seja através de ritual, concentração ou mesmo da intuição. Conhecido como Animal de Poder, Espírito Protector, Totem ou Animal Guardião, estão mais próximos da Fonte Divina. Quando tomamos a consciência de sua existência, fortificamos os poderes que estão escondidos em nosso interior, pois há um aumento de nossa resistência a doenças e de nossa auto-confiança. Cada animal traz uma essência espiritual e, através dela, cada um com seu próprio modo ou estilo de vida, com sua própria medicina, nos leva a crescer e transmite-nos a sua sabedoria.

Os animais estão mais próximos do que nós da Fonte Divina por serem míticos, oníricos. Ao compartilharmos de sua consciência animal transcendemos o tempo e o espaço, as leis de causa e efeito. A relação entre homem e animal é puramente espiritual, pois nosso instinto animal é mais forte e menos racional por serem manifestações dos poderes arquétipos do ser humano. Fortificam o vigor físico e mental, aumentando a disposição e o conhecimento, auxiliando ainda no diagnóstico de doenças e na realização de desafios.

Existem rituais, auxiliados pelo tambor que auxiliam na conecção com o animal, onde também são realizadas as Danças do Animal, que é uma forma de invocação. 
Cada animal possui uma essência, e assim cada um possui sua própria medicina e sabedoria.

Relaciono abaixo alguns dos animais (incluindo os místicos) com seus significados:

Águia - Iluminação, a visão interior, invocada para poderes xamânicos, coragem, elevação do espírito a grandes alturas;
Aranha - Criatividade, a teia da vida, manifestação da magia de tecer nossos sonhos;
Abelha - Comunicação, trabalho árduo com harmonia, néctar da vida, organização.
Alce - Resistência, auto-confiança, competição, abundância, responsabilidade.
Antílope - Cautela, silêncio, consciência mística através da meditação, calma, ação.
Baleia - Registros da Mãe Terra, sons que equilibram o corpo emocional, origens;
Beija-flor - Mensageiro da cura, amor romântico, claridade, graça, sorte, suavidade;
Borboleta - Auto-transformação, clareza mental, novas etapas, liberdade;
Búfalo - Sabedoria ancestral, esperança, espiritualidade, preces, paz, tolerância;
Cabra/cabrito - Determinação para ir ao topo, nutrição, brincadeiras.
Camelo - Conservação, resistência, tolerância.
Canguru - Proteção maternal, coragem para seguir em frente nas fraquezas.
Castor - Novos canais de pensamentos, construção, segurança, conforto, paciência.
Cisne - Graça, fidelidade, ritmo do Universos, ver o futuro, poderes intuitivos, fé.
Coiote - Malicia, artifício, criança interior, adaptabilidade, confiança, humor.
Coelho - Fertilidade, medo, abundância, crescimento, agilidade, prosperidade.
Condor - Idem a águia, é um dos filhos do Sol no Peru, representa o Mundo Superior.
Coruja - Habilidades ocultas, ver na escuridão, a vigília, a sombra, sabedoria antiga.
Corvo - Guardião da magia, mistério, predições, mensageiro, dualidade, assistência.
Cavalo - Poder interior, liberdade de espírito, viagem xamânica, força ,clarividência;
Cão - Lealdade, habilidade para amar incondicionalmente, estar a serviço;
Cobra - Transmutação, cura, regeneração, sabedoria, psiquismo, sensualidade;
Coruja - Habilidades ocultas, ver na escuridão, a vigília, a sombra, sabedoria antiga;
Doninha - Poderes ocultos, vivencia, poder de esconder, observações, segredos.
Elefante - Longevidade, inteligência, memória ancestral, ancestrais enterrados.
Esquilo - Divertimento, planos futuros, reunião, observar o óbvio.
Esturjão - Determinação, sexualidade, consistência, profundidade, ensinamento.
Falcão - Precisão, mensageiro, olhar a volta, abertura a distância, oportunidades.
Formiga - Comunidade perfeita, paciência, trabalho duro, força, resistência, agressividade.
Gaivota - Voar através da vida com calma e esforço para alcançar objetivos.
Gambá - Campo de proteção, reputação, repelir quem não o respeita, respeito.
Gato - mistérios, poderes mágicos, sensualidade, independência, visões místicas, limpeza.
Galo - Sexualidade, fertilidade, oferendas, cerimônias, altivez.
Girafa - Calma, inspiração para se atingir grandes alturas, suavidade, doçura.
Golfinho - Pureza, iluminação do ser, sabedoria, paz, amor, harmonia, comunicação.
Gorila - Sabedoria, inteligência, adaptabilidade, guardião da terra, habilidade.
Guaxinim - Bom humor, limpeza, sobrevivência, tenacidade, inteligência, folia.
Hipopótamo - Desenvolvimento psíquico, intuição, ligação água-terra, aterramento.
Jacaré - Instinto de sobrevivência, o inconsciente profundo, o caos que precede a criação.
Jaguar - A busca em águas da consciência, mensageiro, interacção mente e alma.
Javali - Comunicação entre pares, expressividade, inteligência.
Lagarto - Otimismo, adaptabilidade, regeneração, sonhos, renovação, transformação.
Leão - Poder, força, majestade, prosperidade, nobreza, coragem, saúde, liderança, segurança, auto-confiança.
Leopardo - Conhecimento do subconsciente, compreender aspectos sombrios, rapidez.
Lince - Segredos, conhecimento oculto, tradição, ouvir para o crescimento.
Libélula - Ilusão, ventos da mudança, comunicação com o mundo elemental.
Lobo - Amor, relacionamentos saudáveis, fidelidade, generosidade, ensinamento.
Macaco - Inteligência, bom humor, alegria, agilidade, perícia, irreverência, amizade.
Minhoca - Regeneração, resistência, auto-cura, transformação.
Morcego - Renascimento, iniciação, reencarnação, habilidades mágicas.
Onça - Espreita, proteção de espaço, silencio, observação. Precisão.
Pantera - Mistério, sensualidade, sexualidade, beleza, sedução, força, flexibilidade.
Pato - Desenvolvimento de energia maternal, fidelidade, nutrição energética.
Peru - Dar e receber, transcendência, dádivas, celebração.
Porco-Espinho - Fé, confiança, inocência, inspiração para realizações, dentro da essência.
Puma - Força, mistério, silêncio, sobrevivência, velocidade, graça, liderança, coragem.
Pica-Pau - Regeneração, limpeza, comunicação, proteção, unido aos Espíritos do trovão.
Pingüim - Viver em comunidade, fidelidade, lealdade nos romances.
Pombo - No cristianismo simboliza o Espírito Santo, paz, comunicação, mensagem.
Raposa - Habilidade, esperteza, camuflagem, observação, integração, astúcia.
Rato - versatilidade, alerta, introspecção, percepção, satisfação, aceitação.
Salmão - Força, perseverança, nadar contra a maré, determinação, coragem.
Sapo - Evolução, limpeza, transformação, mistérios, humor, ligado a chuva.
Tartaruga - Estabilidade, organização, longevidade, paciência, resistência, protecção, experiência, sabedoria, Mãe-Terra.
Tatu - Limites, doas dá a armadura, limites emocionais, protege a saúde.
Texugo - Agressividade, coragem, formar, alianças, persistência, agir em crise.
Tigre - Aproximação lenta, preparação cuidadosa, aproveitar oportunidades.
Touro - fertilidade, sexualidade, poder, liderança, proteção, potencia.
Urso - Introspecção, intuição, cura, consciência, ensinamentos, curiosidade.
Vaga-Lume - Iluminação, entendimento, força de vida, luz e escuridão, maravilhas.
Veado - Delicadeza, sensitividade, graça, alerta, adaptabilidade, coração/espírito, gentileza.

Animais Místicos

Cavalo Alado - Elevação, transmutação, beleza, viagem astral,aventuras, mistério, fascínio.
Centauro - Instinto animal, ligação homem-animal, anarquia, sexualidade, fertilidade, cura.
Dragão - Potência e força viril, proteção Kundalini, calor, mensageiro da felicidade, senhor da chuva, fecundação, força vital.
Elefante Branco - Força, bondade, escolha de caminhos, ligações extraterrestres, mistério.
Fênix - Renascimento, fascínio, animal do Sol, imortalidade da alma, elevação, purificação.
Sátiro - Libertinagem, divertimento, impulso sexual, instintos, fantasias sexuais.
Unicórnio - Rapidez, mansidão, pureza, salvação, espiritualidade, inofensivo.

Espírito Animal


Usado nas práticas xamânicas do mundo inteiro, o espirito animal, popularmente conhecido como "animal de poder" é a manifestação de uma força espiritual que auxilia o Xamã no processo de adentrar no mundo oculto ou sobrenatural das energias e espíritos. Existem muitos animais a se pedir auxilio, e cada animal serve a objectivos específicos dependendo do que se busca resolver e do caso de cada pessoa, seja alguém que passa por um atendimento xamânico ou o próprio Xamã.
Lidamos basicamente com três manifestações desse poder animal, são eles:

ANIMAL GUIA
Como o próprio nome já diz, é o que te guia até a porta das dimensões e traz mensagens de outros reinos, são seus olhos no mundo dos sonhos e no plano espiritual.


ANIMAL DE PODER ou GUARDIÃO

O mais buscado e mais perigoso de se lidar, já que ele está intimamente ligado com seus medos, raiva, paixões e êxtase, chamar esse força é se preparar para ser responsável por seu destino, estar cem por centro presente vinte e quatro horas por dia. O Animal de poder é seu veiculo para as sombras. Essa é uma força extraordinária, mas que normalmente é difícil de lidar, pelo menos no começo, para quem já se acostumou a engolir certas situações na vida.

ANIMAL DE ESPIRITO
Basicamente é sua essência em forma de animal, seu veiculo para o subtil.

Com o tempo e a experiência nos tornamos cada vez mais íntimos desses seres, aprendemos muito com eles e eles connosco. Raramente esses animais conhecem todos os caminhos do sobrenatural, nesses casos se faz necessário chamar o auxilo de aliados, que são forças com forma ou não de animal.
Muitas pessoas confundem o "animal aliado" com o "animal de poder".
Diversos "Animais Aliados" podem vir ao nosso encontro através de sonhos, intuições, gostos pessoais e "coincidências" (sempre que ligar a tv ver algo relacionado a lobos) durante nossas vidas, trazendo aprendizados ligados a alguma de suas qualidade naturais de animal, um exemplo disso é a pessoa sonhar constantemente com "olhos de águia", ou seja, não necessariamente a águia é seu animal de poder, mais provável que a águia tenha vindo lhe alertar sobre a necessidade de ver as coisas com mais clareza, dar atenção aos pequenos detalhes, já que essa a a maior qualidade dela, sendo uma ave caçadora que consegue ver pequenos roedores do céu.

Em todo caso é importante não sair brincando com as forças, a não ser que queira ter uma enriquecedora experiência. Você pode se queimar e aprender a tomar mais cuidado no futuro, por isso recomendo fazer pelo menos a primeira jornada com alguém que saiba realmente o que tá fazendo.
Agora, no caso de experimentar fazer sozinho, fique atento, pois nem sempre o primeiro animal que aparece é seu animal de poder, pela experiência notamos que ele surgir logo de cara é algo raro, e que na duvida, adopte a simplicidade, chegue nele e pergunte: "Você é meu animal?"

E como ultima recomendação, procure não lidar com seus animais apenas na imaginação e nos achismos, lembre-se que qualquer tribo tem contato directo com animais e por isso podem na observação aprender muito com eles, por isso, caso não tenha esse tipo de contacto vai pesquisar sobre seu animal, assista documentários e aprenda o máximo que puder sobre ele.

Dario Taboca

Pantera Negra


Panthera Pardus  

A Pantera-Negra não é uma espécie e sim uma variação do Leopardo. 
Este belo felino possui melanismo, ou seja, excesso de pigmentação preta na pelagem. É possível ver, de preferência com alta incidência de luz, que mesmo com a pelagem negra, as manchas típicas da espécie permanecem.




A pantera-negra ou leopardo-negro, é a variante melânica do leopardo (Panthera pardus). Leopardo (Panthera pardus), também chamado de onça-do-cabo-verde em Angola, é, com o tigre, leão e a onça pintada, um dos quatro grandes felinos do género Panthera. 

Medem de 1,25 m a 1,65 m de comprimento, e pesam entre 30 e 90 kg. 
As fêmeas têm cerca de dois terços do tamanho do macho. (um macho pesa entre 40 e 90 Kgs, e as fêmeas entre 30 e 60 Kgs. Em comparação com o tigre adulto, o macho pesa entre 180 kgs e 260 kgs, e as fêmeas tigre entre 100 e 160 Kgs. O Tigre tem o dobro do tamanho do Leopardo) 
Sua gestação é de 12 semanas, e pode ter 2 a 3 crias.

Possui várias subespécies, entre elas 
leopardo-africano, 
leopardo-indiano, 
sendo que algumas estão criticamente ameaçadas, como o 
leopardo-de-amur, 
o leopardo-da-barbária e o 
leopardo-da-arábia. 

O leopardo-nebuloso (Neofelis nebulosa) e o leopardo-das-neves (Uncia uncia) são espécies que pertencem a géneros diferentes, apesar do nome leopardo em comum. 

No Leopardo negro, as suas manchas são visíveis ao sol. 
Há leopardos que nascem totalmente pretos (popularmente conhecidos como pantera negra), nestes indivíduos ocorre o melanismo, uma alteração genética, e mesmo com sua pelagem escura ainda é possível visualizar suas manchas. 

O leopardo possui uma longa cauda, que o ajuda a manter o equilíbrio ao subir em árvores (onde preferem comer as suas presas) ou ao fazer longas corridas em grandes velocidades (cerca de 50 km/h)

No deserto, podem atingir 15 anos de idade. 

Um leopardo geralmente caça impalas e por vezes gnus, ruminantes presentes na savana. 
Às vezes, pode atacar bandos de babuínos quando estes invadem seu território em busca de alimento ou abrigo. 

O leopardo usa a sua imensa força e transporta a sua presa para o cimo de uma árvore para a tirar do alcance de outros predadores como os leões e as hienas. 
Um leopardo consegue carregar animais seis vezes mais pesados que ele mesmo. 
Muitas vezes o leopardo com fome pode comer qualquer coisa até mesmo um insecto. 

Como símbolo do safári africano, pertence ao grupo de animais selvagens chamado "big five", correspondente aos 5 animais mais difíceis de serem caçados: 
leão, leopardo, elefante, búfalo e rinoceronte. 




A pantera-negra é rara na natureza, sendo muito pouco comum na África e grande parte da Ásia.
Nas selvas do sudeste asiático, porém, a variante é mais comum, sendo particularmente abundante na Malásia.


A alta frequência da pantera-negra nessa região poderia ser devido simplesmente a uma melhor camuflagem no ambiente escuro da selva, mas também poderia estar relacionada à resistência a doenças, uma vez que variantes de coloração muitas vezes estão associadas a mutações em receptores de membrana que também podem actuar como receptores para a entrada de vírus nas células.

 



Apenas a cor é diferente, tanto que leopardos pintados podem ter filhotes negros e vice-versa. Porém o nascimento de indivíduos pretos não é comum, já que o melanismo se deve a um alelo(formas alternativas do mesmo gene) recessivo.

O leopardo é um animal que pode ser encontrado espalhado desde a África até a Ásia e nos mais variados ecossistemas, desde as savanas até as florestas tropicais. Os indivíduos melânicos, no entanto, são raros na natureza.
Na África, há relatos de leopardos-negros em regiões montanhosas e de floresta, como no Vale do Rift, no Quênia e na Etiópia.
Já no continente asiático eles são mais comuns, principalmente nas florestas do sudeste, em países como China, Mianmar e Malásia.




Ao contrário de outras mutações em felinos, como no caso do tigre-branco, estes animais podem sim sobreviver na natureza e se desenvolver sem problemas.


A pelagem negra, ao contrário da branca, permite a camuflagem em ambientes como a selva e é também um óptimo disfarce para caçar à noite.

Todas as subespécies de leopardo, negras ou pintadas, estão ameaçadas de extinção.


Notem que nos leopardos e nos jaguares também pode ocorrer melanismo, pelo que uma pantera negra observada em ambiente selvagem no continente asiático, será provavelmente um leopardo.
E uma pantera negra em continente americano, será então provavelmente um jaguar.





Os indivíduos melânicos são ainda mais perseguidos, já que são raros e mais valiosos para os traficantes de animais.
Outro problema é a alta taxa de endogamia, já que por se tratar de um gene recessivo, a reprodução de parentes é incentivada por criadores.




Simbologia do Leopardo

Simboliza a altivez, a habilidade e a força.
É o emblema tradicional da Inglaterra. 
No antigo Egito, nas cerimônias fúnebres, os sacerdotes cobriam-se com pele de leopardo.
Essa pele traduzia um significado de protecção, pois representava o génio de Set, deus do mal, que ali estaria vencido.
Para os chineses é um símbolo lunar, considerado animal hibernal, seu ciclo de entrada e saída, o associa ao ritmo da natureza.
Na Bíblia, o profeta Daniel relata o leopardo numa de suas visões apocalípticas como uma besta devastadora saindo do mar, tal facto, fez com que também possa ser considerado um símbolo de força repentina e impiedosa.




Animal de Poder

Velocidade,foco, graça, silêncio, força, poder, agilidade e independência. 
Diferente dos outros felinos que espreitam a caça e depois pulam sobre suas presas para matar, o leopardo, o mais rápido animal de quatro patas, corre para pegar a sua presa. 
Esta é uma lição para conseguirmos o nosso objectivo com grande velocidade, sem perdermos o foco. 
Quando nos sentimos paralisados, o leopardo pode dar-nos o impulso para começarmos a nos movimentar.
Se estamos já a correr numa grande velocidade mas sem direcção, a energia do leopardo nos ajuda a mantermos os nossos olhos em nossos objectivos, e a encontrarmos qual a melhor direcção para consegui-los.

A sua mensagem é a força do silêncio compenetrado. 
Ele nos ensina a sermos silenciosos, alerta e prontos para quando uma oportunidade se apresentar. 
Se o tem como animal de poder, use da força do silêncio em sua vantagem. 
Não fale muito sobre seus objectivos futuros até que os tenha conquistado. 
Eles sabem como usar cada quantum de energia de seu corpo. 
Você possui energia mais do que suficiente para realizar efectivamente seus objectivos e normalmente responde bem em situações de pressão. 
Entretanto, tente não sobrecarregar-se em compromissos.
Busque seus objectivos com todas as suas forças, mas também tenha tempo para descansar e se divertir.

É a medicina da protecção espiritual.
Segundo a lenda dos xamãs, o leopardo, as onças e jaguatiricas ficam rondando-nos nas curas, para não deixarem os espíritos intrusos, retirados pelo mesmo, voltarem para o corpo do doente.
Quando ele o visita em suas visões é sinal de que está a receber muita protecção espiritual para não se perder ou desistir do caminho. 
Portanto continue nas suas buscas.
Conhecimento do subconsciente, compreender aspectos sombrios, rapidez nas acções.

O Leopardo é um solitário que vive, ora na mata, ora nas copas das árvores.
É extremamente vigoroso e forte, podendo arrastar uma presa com mais peso do que o seu até ao cimo de uma árvore.
O Leopardo mostra-nos as nossas capacidades ocultas - aquelas que temos mas que desconhecemos. 
Ensina-nos o caminho até ao conhecimento do subconsciente, a compreender os aspectos sombrios que se escondem na nossa mente. 
Como Animal de Poder, concede ainda a virtude da rapidez, indicando quando devemos agir sem vacilar.



A Pantera negra, como Animal de Poder 

É a medicina da sensualidade e da cura.
Traz também na sua energia a coragem, a libertação dos instintos e o poder. 
A pantera traz uma poderosa energia sexual para resolver traumas e bloqueios sexuais.
Sua força ajuda a resolver traumas e bloqueios sexuais, traz força, protecção, disciplina e renascimento.
É o símbolo feminino do poder, também ligado à lua.
Ajuda a compreender as sombras, a paixão e os mistérios.
Elimina medos, controla os instintos e os impulsos.
Evocar essa energia para esperteza, eliminar medos, sedução e demarcar território.

É um animal solitário e territorial. 
Necessita ocupar um espaço que varia de acordo com a disponibilidade de alimento e com cada ecossistema.
É astuciosa, observa os movimentos da presa antes de atacá-la.
Possui a capacidade de aprender e de conviver consigo mesma, e a não depender dos outros para atingir os seus objectivos. 
Promove a interacção entre a mente e a alma, funciona como mensageira.
É também a medicina da coragem, da libertação de instintos, da sensualidade e do poder.
Simboliza a conquista do espaço, a cautela, o saber agir, a habilidade e a agilidade.
Pode ser evocada para marcar território (conquistar e proteger o espaço), eliminar medos, para facilidade de julgar à distância. Para insights, conhecimento interior, desenvolver clarividência, clariaudiência (ouvir mensagens de outras dimensões), saber escutar, sensitividade.

Notem que nos leopardos também pode ocorrer melanismo, pelo que uma pantera negra observada em ambiente selvagem no continente asiático, será provavelmente um leopardo.
E uma pantera negra em continente americano, será então provavelmente um jaguar.

Quando...


Quando nos posicionamos para além do hábito de personalização compulsiva, e que nos aprisiona dolorosamente ao drama do ego, começamos a sentirmos-nos como na realidade somos ... seres Cósmicos a participar da Criação, sem divisão e sem drama...
Quando acordamos essa percepção , reconhecemos as experiências e acontecimentos , internos e externos, nada mais são que movimentos do processo evolucionário e que para além do ego pessoal tudo faz parte , tudo. É, apenas um continuo movimento de libertação do adormecimento da nossa real essência...

Esta perspectiva dá-nos uma nova visão dos acontecimentos da nossa vida, deixamos de vê-los separados e acordamos a sintese intuitiva que nos conduz de uma forma mágica à consciência da realidade que os interliga...
Descobrimos a verdade libertadora de que a vida não é um drama pessoal, mas sim de facto um processo impessoal e que não existe controle possivel de pará-lo...
Esta perspectiva liberta a existência egoica separada e pessoal...
Nesse desencadear continuo de consciência despertamos para a transparência e experimentamos directamente o que verdadeiramente é cada acontecimento como experiência central da nossa evolução...
DESPERTAMOS...

Se tivermos essa coragem de sair do drama pessoal, de ver para para além da ilusão da separação, todas as experiências serão iluminadoras, reveladoras, porque nos estamos a experienciar para além do ego pessoal...


Ruth Fairfield

Liberación afectiva


"Entiendo por liberación afectiva la posibilidad de establecer un vínculo de amor saludable y sin ataduras a través del cual cada quien pueda darle impulso al desarrollo de su libre personalidad, a pesar y por encima del amor.
"Liberación afectiva" significa tomar las riendas de la propia vida emocional, aún estando en pareja, sin agobios y sin sufrimientos inútiles que nos impidan ser como realmente somos o como se nos antoja ser"

Walter Riso 

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Aphrodite whispers




The deepest and most loving relationship you will ever have is the one with yourself. 
When you realise that, it is a Truth that is worn like a radiant silken mantle...


Madre Teresa, o anjo do inferno, por Christopher Hitchens


Madre Teresa desviava dinheiro de hospitais para o Vaticano!!

Madre Teresa de Calcutá (1910-1997), na ilustração a cima,  recebeu de doadores centenas de milhões de dólares para seus hospitais — os quais ela chamava de “casas para doentes” —, mas o grosso (ou parte significativa) desse dinheiro ela mandou para o Vaticano, deixando os doentes em estado precário, sem remédios e cuidados.

Médicos classificaram esses locais de “casas da morte” ou de “necrotérios”. 
No âmbito da OMS (Organização Mundial da Saúde) houve denúncias de que as “casas” eram locais de epidemias. Uma ex-voluntária escreveu que faltava até AAS para amenizar a dor dos doentes.

Essas são algumas das revelações do estudo “O Lado Escuro de Madre Teresa” feito por Serge Larivee, Carole Senechal e Geneviève Chenard, da Universidade de Montreal, Canadá.

Em 1979, ela foi premiada com o Nobel da Paz e em 2003 beatificada pela Igreja Católica. 
A missionária já tinha se tornado um símbolo da caridade cristã. 

Mas os pesquisadores canadenses, após examinar mais de 500 documentos, constataram que o alegado altruísmo e generosidade de Madre Teresa não passavam de fantasia vendida como verdade pela imprensa internacional.

A rigor, ela foi “inventada” pelo jornalista Malcolm Muggeridge, da BBC, que lhe dedicou em 1969 o documentário “Algo bonito para Deus”, apresentando ao mundo a figura frágil de uma missionária que se dedicava aos pobres e doentes da Índia. 
Em 1971, o jornalista publicou um livro com o mesmo título. 

A missionária abriu centenas de “casas de doentes” em vários países, mas não as tornava hospitais de facto, a ponto de os doentes serem mantidos em agonia em esteiras no chão. 
Fotos na imprensa desses doentes ajudaram Teresa a arrecadar milhões, inclusive de ditadores sanguinários, como François Duvalier, o Papa Doc do Haiti.

Para Larivee, Madre Teresa colocou em prática a sua convicção de que o sofrimento humano é fundamental para a salvação. 
Ela acreditava que os sofredores estavam mais perto do céu e de Cristo. 

O jornalista britânico radicado nos Estados Unidos Christopher Hitchens (1949- 2011) já tinha denunciado o embuste que era Teresa ao publicar em 1995 o livro “A Intocável Madre Teresa de Calcutá”.

Diz um trecho do livro: 
“Tenham em mente que a receita global da Madre Teresa é mais do que suficiente para equipar várias clínicas de primeira classe em Bengala. 
A decisão de não fazê-lo [...] é deliberada. 
A questão não é o alívio do sofrimento honesto, mas a promulgação de um culto baseado na morte e sofrimento e subjugação." 

Na época, Hitchens foi ”crucificado” pelos católicos por ter criticado a boa e santa velhinha.

Um facto pouco conhecido é que a missionária acobertou um padre pedófilo, o ex-jesuíta Donald McGuire.
Em 1993, o sacerdote, que era amigo de Teresa, estava afastado de suas actividades por abusar de um rapaz. A missionária usou sua influência para que McGuire voltasse ao activo.
Nos anos seguintes, oito outras queixas de pedofilia foram apresentadas por fiéis à Igreja e às autoridades. 
E McGuire acabou condenado a 25 anos de prisão.

                                            

Documentário "Hell's Angel - Mother Teresa of Calcutta" 
("Anjo do Inferno - Madre Teresa de Calcutá") 
do jornalista Christopher Hitchens, baseado em seu livro "The Missionary Position".


Lembrem-se, o Banco do Vaticano é assolado por décadas de escândalos, má administração e assédio da máfia.
Os escândalos e a corrupção no Vaticano são de domínio público, e já acontecem há séculos.
Não é de se admirar que tornem Madre Tereza santa, como exemplo basta ver a história de são Cirilo de Alexandria, um assassino e destruidor da cultura.

Mas há sempre quem prefira a crença cega...

Não por mera coincidência, a tal madre era judia, assim como cristo, o maior propagador da dor como salvação, agenda perfeita para consonar com a agenda mosáica, onde a ordem é distribuir brutalidade, roubo, morte, sadismo, e todo o tipo de barbaridades aos outros povos.
E mais coincidente ainda é o fato de TODOS os papas serem judeus.

Em Deuteronómio( o quinto livro da Bíblia,faz parte do Pentateuco, os cinco primeiros livros bíblicos, cuja autoria é, tradicionalmente, atribuída a Moisés. É um dos livros do Antigo Testamento da Bíblia e possui 34 capítulos), nos seus mandamentos, deus diz para todo o judeu barbarizar a todos os gentios, (os acéfalos que acharam muito bom seguir a praga cristo, o judeu boa pessoinha que dizia que o reino do gentio é no céu, enquanto os judeus ficam com a Terra).

"Não cultives o solo estrangeiro, logo cultivarás o teu.
Não te apegues a nenhuma terra, pois ao fazê-lo serias infiel à tua pátria, Israel.
Não te submetas a nenhum Rei, pois que tens outro amo no país santo de Jehová.
Não te disperses no seio das Nações: comprometerias a tua salvação e não veria a ressurreição. Conserva-te como saíste de "casa", chegará a hora em que voltarás a ver os teus antepassados e estas colinas serão então o centro do mundo, que te será submetido."

Os discursos contidos nesse livro, em geral, reforçam a ideia de que servir a Deus não é apenas seguir sua lei.
Moisés enfatiza a obediência em consequência do amor: "Amarás a Javé teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e com todo o teu entendimento".
Também é enfatizado o "caminho da bênção e da maldição", no qual Deus previne o povo a seguir seus mandamentos, pelos quais o povo ou seria abençoado, ou receberia maldições (porém, caso se arrependesse e voltasse a seguir de coração a Deus, Ele se arrependeria e perdoaria o povo, ou então exigiria um sacrificio de sangue, em geral a morte de quem "pecou" contra Ele ou Israel, e em seguida, após tal sacrifício, o restante do povo seria perdoado. Conforme várias passagens da "ira de Deus" contra os "rebeldes" demonstradas no Levitico, Exodo e Números).
MAS QUE DEUS CASTIGADOR É ESTE?????????????????
Não admira que Israel esteja como está...e os Israelitas, são a pior raça de gente que eu já conheci até hoje...

Os judeus são um povo com a excelência na arte do engano.
Os gentios foram sempre enganados, sempre, e os que não foram são muito poucos... são aqueles que conhecem as suas escrituras.

Coisa de génio!!
Trocar o incerto pelo certo!!
E pior! Trocar a certa e segura Terra por um reino inventado por judeus!!
E legitimado por aquele que tanto gosta de cheiro e aspecto de carne queimada, o maior fã de holocausto, o tal deus.
Sou obrigada a concordar com os judeus, pois lixos estúpidos como os pios gentios merecem realmente lugar ao lado de cristo lá no "céu".
Tudo graças a deus!!!
Enquanto o povo não ler o Pentateuco, continuarão a ser engabelados e destruídos.
O Pentateuco mostra claramente o que são os judeus.


Caminho Espiritual


O Caminho espiritual não nos aliena da realidade factual. 
O ser humano vive na Terra com um propósito inalienável e, sem o realizar, não atinge nenhum plano elevado ou transcendente porque o plano mais elevado para a condição humana, é SER simplesmente um SER HUMANO, e não anjo nem deus...

Los Gatos


Los gatos en todas sus formas, razas, tamaños, colores, son buenos amigos de las brujas.

Estos hermosos animales representan distintas cosas:
-la independencia personal, ya que son animales extremadamente inteligentes que solos, en grupo o en casa se adaptan a distintas situaciones, sin perder su independencia como bestias.
-la femineidad y la sensualidad, por su andar y su elegancia.
-lo oculto y el encuentro con otros mundos. Según sea la religión o creencia, hay quienes los ven como seres que pueden ver el mas allá, otros dicen que se comunican con los sueños. Se decía que eran guías espirituales, sabios amigos del ser humano.
-la confianza. Se dice que ellos van por la vida sin miedo.
-la precisión. Aunque son animales que se han adaptado al entorno humano, nunca perdieron sus instintos básicos de supervivencia y caza. Son precisos, calculadores y astutos.
-la seguridad en la elección. Sólo ellos saben quién es su dueño y ellos lo elijen, ellos se acercan a quien realmente los amará y cuidará.

Entre los gatos de bruja se cuenta con los gatos negros; el color negro representa lo intuitivo, la profundidad del cosmos, las revelaciones de lo oculto. Por eso, un gato negro es un gran guardián espiritual para todas las brujas.
Sin embargo también las gatas tricolor son buenas canalizadoras de energía, atraen buenas vibras y son grandes guardianas del hogar. La mayoría de los gatos tricolores son hembras y esto nos dice mucho, ya que al ser exclusivamente hembras, con tres colores en su piel y con simbolismos distintos, se pueden interpretar muchas cosas de estos hermosos seres.

Los gatos ayudan en los rituales, sobre todo, si están interesados en el objetivo que persigue su dueño. Ayudan en los conjuros, potencian el alcance de la verdad en las cartas y sanan al absorber alguna traba energética en las personas.

Se dice que son transformadores de la mala energía, por eso son curadores.
Asimismo, si se acercan a un lugar y se quedan a vivir, quiere decir que ese lugar es un santuario, un buen lugar para vivir, ya que los gatos son desconfiados con la gente que no conocen.

El gato te elige.
Vos no eliges el gato.
Él se dará cuenta a quién va a serle fiel, a quién va a sanar, seguir y amar.

EL VALOR DE LO FEMENINO


La mujer debería buscar en su propia alma su propio potencial y desarrollarlo, y tendría así un hermoso futuro. 
El hombre y la mujer no son iguales ni desiguales, son únicos. 
Y el encuentro de dos seres únicos trae algo milagroso a la existencia.

Osho

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

"O RETORNO DE INANNA"


"Quando o minha última dama chegar
Vai me encontrar alerta
Armada de mil argumentos
Disposta a não mais amar...
A porta semi-aberta
Mas com placa de 'Não Perturbar'.
Vai fazer uma reverência lenta
Respeitando as dores do meu coração
Mas vai ignorar o aviso
E usando como chave um sorriso
Invadir meu jardim
E fechar por dentro o portão.
Vai espreitar pela janela
Uma leve batida para não me assustar
Vai sentar-se à varanda
E perder-se a me olhar.
Vai fazer-se de 'velho amigo'
Embaralhar suas memórias, como se fossem comigo
Aceitar um café e oferecer-se para ir buscar.
Quando minha última dona chegar
Aquecendo a vida entre os dedos
Perguntando porquê antes de nós
Passaram-se tantos dias assim
Vai roubar para ela meus segredos
E entregar os dela pra mim.
Vamos falar primeiro das flores,
Da época de poda do roseiral
Dos espinhos, passaremos às dores
E entre impossíveis e risíveis amores
Ela vai me contar das afrontas
Das mulheres que se diziam prontas...
Mas que a vida tratou de medrar.
Vai me falar em especial sobre uma delas
Aqueles casos que não têm porquê acabar
Talvez só para eu ficar sabendo
Que o coração que agora me cabe
Já foi capaz de muito amar...
Vai respeitar meu silêncio enquanto penso
No que ela pode ser melhor que eu
E antes que eu me desmereça
Vai pousar um olhar no meu medo
Pintar nos meus olhos um futuro distante
Fazer-se una, até perder de vista
Até fazer sumir do foco
Todos os que já vieram antes, pois :
- Em cada amor, meu amor, as coisas são diferentes.
E em meio a ervas daninhas
Vai arrancar lágrimas que eram só minhas
Mas que ela promete nunca mais deixar brotar.
Quando minha última Amazona chegar
Vai me embalar nas suas histórias
Vai puxar pra perto minha cadeira
E feita criado-mudo na cabeceira
Me dar seus sonhos pra eu guardar.
Vai trazer no bolso uma flor
Dessas do campo, que se dá sem ninguém cuidar
Emaranhá-la nos meus cachos
Chegar perto para um cheiro
E inundar-me os ouvidos com seus passos
Dizer - Porque sim, isto de amor
Acho que não tem que explicar.
Antes que minha última rainha me beije
Fará das palavras dedos longos
A percorrer-me os contornos
Eriçar-me os entornos
Pedindo para eu nada dizer.
Quando esta 'Mulher' tomar-me as mãos entre as suas
Eu vou esquecer o cansaço
De ter estado à procurar
E por todos os outros rostos que beijei
Por todos os prazeres que lhes dei
Só vou me sentir agradecida
Por nada terem feito
A não ser me preparar.
Minha última Chama terá assim um olhar
Daqueles que eu não consigo desviar
Rirá de mim, por mim, comigo, de si
Encherá meu mundo de um riso sem motivo
Estas coisas bobas de tão boas
Que fica só entre os amantes
E ninguém tem coragem de contar.
Esse meu último Dharma
Trará velas e incensos
E perguntará que disco eu tenho, pra combinar
Encherá o ar de suspiros amiúde
Dançará comigo, instigando meu querer urgente
Deixando o corpo afastado e rente
A brincar com meu desejo
No anti-clímax de me entregar.
E só então vai me dar um beijo
Lento, longo, possesso, posseiro
E daí pra frente eu não responderei por mim...
Só lembrarei ela fazendo um carinho
Apertando meu biquinho
Colocando a mão pra esquentar.
Minha última Mãe,
Não me dará direito a frescores
Manterá em brasa meus pudores
Vai me enlouquecer, fazer pedir, gritar.
Quando esta 'Alma' me despir
Contemplará minhas imperfeições
Achando as coisas mais lindas de se olhar
Brincará com meu corpo nu...
Mandará buscar nos meus sonhos infantis
As fábulas, os contos, os encantos
E todos os sonhos a que faço jus.
O que este Imã quer de mim?
É a centelha,
Menina faceira
Cabocla trigueira
Gueixa submissa
Dama da corte
Fêmea felina
Fera assassina,
Dançarina única do harém,
Maestrina da Noite...
Imponente no açoite,
Potente na Carne e na Fonte...
Com a fronte erguida o fogo consome...
Faria tudo novamente se possível...
Toquei e vi o invisível...
Arranquei o véu...
E vi a face ardor do fogo no céu!
E o que eu mais quero?
É em mim, o que ela quer também:
Eu sempre junto à ela, como sua única e última 'Phi-lha'.
Imagem à Semelhança.
Jamais rastejem." 

V.S. Fergunson
in, "O retorno de Inanna"
Os Deuses Ancestrais e a Evolução do Planeta terra


JAMAIS RASTEJEM!!!!!!!!!!!!!!
Que é o que as mulheres fazem mais...infelizmente!
Rastejam por um beijo, por atenção, por amor, por dinheiro e boa vida...



NOTA:
Inanna, na mitologia suméria, era uma irmã do Deus-Sol Utu.
Era a Deusa do amor, do erotismo, da fecundidade e da fertilidade, entre os antigos Sumérios.

Corresponde(ou seja, é Cognata) à Deusa Ishtar(Deusa Semitas da Mesopotâmia),da Deusa Asterote dos Filisteus, de Ísis dos Egípcios, da Deusa Easter da Mitologia Nórdica,com a Deusa Grega Afrodite,tanto em termos de mitologia como de significado.

Existe também uma relação muito grande entre todas estas Deusas, nomeadamente de Inanna, com Lilith!!!
Pois é!
Lilith é também chamada de “A mulher escarlate”, um demônio que guarda as portas do inferno montada num enorme cão de três cabeças, Cérbero.
Outros aspectos e nomes de Lilith, além dos já citados acima, são:
Aino (finlandesa, Deusa da Beleza); Amaterasu (japonesa, Deusa do Sol, liderança); Axo Mama (peruana, Deusa da Fertilidade); Cibele (asiana menor, Deusa da Fertilidade); Hathor (egípcia, Deusa do Amor); Freya (norueguesa, Deusa do Amor e da Cura); Hécate (grega, Deusa da Magia e da Morte); Itchita (siberiana, A Grande Mãe); Oxum (Africana, Deusa da Fertilidade e do Amor); Kaly (hindu, a face escura da Grande Mãe).


Livro dos Juízes


"No Livro dos Juízes, capítulo 19, os sacerdotes que escreveram a Bíblia nos falam de um pai que oferece a sua filha virgem a um grupo de bêbados.
Ele tem um convidado em casa, um homem da tribo dos levitas, de alta casta.
Um bando de desordeiros da tribo de Benjamin exige que ele saia, aparentemente com a intenção de surrá-lo.
"Olhai", fala o pai para a turba, "eis aqui minha filha, uma donzela, e sua concubina (do hóspede); trago-a agora até vós, e degradai-a, e fazei com ela o que vos parecer adequado, mas a este homem não façais tal vileza."

Isso nos chega de passagem, como questão de pequena importância.
Em seguida, com o continuar da história, sabemos como "o homem agarrou na sua concubina e a levou diante deles, e eles a conheceram e violaram-na a noite inteira, até o amanhecer"; a concubina voltou rastejando até a soleira da porta da casa onde o "seu senhor" dormia; este ao acordar foi "abrir a porta da casa, e ia sair para seguir o seu caminho", tropeçou então na mulher e ordenou:
"Levanta-te, sigamos o caminho"; e como por fim, descobriu que ela estava morta, ele carregou seu corpo às costas e foi para casa."

In, O CÁLICE E A ESPADA 
– Riane Eisler 

terça-feira, 27 de agosto de 2013

.........imaginação


"antes de chegar ao corpo
o prazer passa pela mente
é a arma da imaginação
é o viver de uma fantasia 

sei que gostas de me ver
com as vestes do desejo
gostas que te provoque 
com os gestos que te mostro
o teu corpo reage
e o meu deseja
e o teu desejo
o meu prazer aumenta
mesmo sem nos termos
mesmo sem nos tocarmos 
o teu orgasmo chega
e no meu deságua"

Helena Fonseca

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Mulheres que correm com lobos


(...)
"Es interesante señalar que entre las lobas, por muy enferma que esté, por muy acorralada que se encuentre y por muy sola, asustada o debilitada que se sienta, una loba sigue adelante. 
Se acercará a los demás en busca de protección de la manada.
Intentará por todos los medios resistir, derrotar con su ingenio, dejar atrás y sobrevivir a cualquier cosa que la esté acosando.
Pondrá todo su empeño en ir respirando poco a poco.
En caso necesario, se arrastrara como el patito de un sitio a otro hasta que encuentre un buen lugar, un lugar curativo, un lugar donde recuperarse.
La marca distintiva de la naturaleza salvaje es su afán de seguir adelante. 
Su perseverancia. 
No se trata de algo que hacemos sino de algo que somos de una manera natural e innata. 
Cuando no podemos prosperar, seguimos adelante hasta que podemos volver a prosperar.
Lo más importante es resistir y perseverar, pues la vida salvaje promete lo siguiente:
después del invierno, viene siempre la primavera."

Clarissa Pinkola Estes


Este livro é a minha Bíblia...Maravilhoso!

A viagem não acaba nunca!


"Não é verdade.
A viagem não acaba nunca.
Só os viajantes acabam.
E mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa.
Quando o viajante se sentou na areia da praia e disse: «Não há mais que ver», sabia que não era assim.
O fim duma viagem é apenas o começo doutra.
É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na Primavera o que se vira no Verão, ver de dia o que se viu de noite, com Sol onde primeiramente a chuva caía, ver a seara verde, o fruto maduro, a pedra que mudou de lugar, a sombra que aqui não estava.

É preciso voltar aos passos que foram dados, para os repetir, e para traçar caminhos novos ao lado deles.
É preciso recomeçar a viagem.
Sempre.
O viajante volta já".

Jose Saramago 
- in "Viagem a Portugal"

domingo, 25 de agosto de 2013

Mandala de Capricórnio

Mandala de Capricórnio, Meu Signo Solar:


Capricórnio vem com a sobriedade do preto, do cinza grafite e dos tons de terra, numa mandala rica em detalhes.
Cores que inspiram austeridade, vida interior, previsão e ordem.
O preto é ao mesmo tempo cor de proteção e mistério.
Está relacionado com o silêncio e o infinito.
Os laranjas, beges e terra também estimulam a mente, inspiram practicidade, abundância e organização.

Palavras-chave: Capacidade empreendedora, perseverança, sucesso, maturidade.



Observação: 
As Mandalas são apenas sugestões artísticas para os signos e obviamente podem ser substituídas.
Todas foram criadas com base em 8 e 16 lados, que são números relacionados à abundância e à espiritualidade.

Cada signo tem suas características e cada um recebeu uma mandala com as mesmas qualidades.

Podemos aproveitar a força da mandala focalizando-a por alguns minutos.
Inclusive podemos usar como instrumento meditativo...


Já agora, a Mandala de Carneiro, Meu Signo Ascendente:



Para Carneiro, uma explosão de vermelho, cor que simboliza vitalidade e ambição.
O vermelho estimula a confiança em si mesmo, a coragem e uma atitude proactiva diante da vida.
Mas é preciso parcimónia.
Se estamos rodeados de muito vermelho, ele pode influir-nos negativamente e deixar-nos irritáveis, impacientes e inconformistas.

Palavras-chave - Iniciativa, competitividade, dinamismo, energia.

Amor... por Nietzsche


"Se houver amor em sua vida, isso pode compensar muitas coisas que lhe fazem falta. 
Caso contrário, não importa o quanto tiver, nunca será o suficiente."

~Friedrich Wilhelm Nietzsche

É um privilégio ser velha!



"Nenhuma fronteira tenta mais ao contrabando do que a da idade."
Musil

Não acredito em fronteiras decretadas pelo BI, mas a frase é uma delícia e diz muito de um momento histórico que idolatra a juventude e a novidade, enquanto discrimina os mais velhos.

O meu sonho é chegar a velha, por mais longe que isso fique.
Mas não tenho muita pressa.
Posso distrair-me pelo caminho, pois assim como assim, não espero chegar às medalhas.

Não lamentem envelhecer!
É um privilégio negado a muitos!!!

Um dia bom, gente!

......perdoar não é aceitar!


— Como perdoar quando você não concorda com o outro?
— Perdoar não é uma palavra boa.

Aquele que perdoa pode ter uma atitude paternalista.
Geralmente o que perdoa se coloca na posição de “ter a grandeza de perdoar”.
É melhor ser humilde, no sentido de aceitar as limitações humanas.
Se você responde à pessoa, e não à acção dela, você não precisa perdoar.
Dê sempre outra hipótese à pessoa.
Mas lembre-se que perdoar não é aceitar.
Você pode demarcar “fronteiras”, de comum acordo com o outro, da maneira mais compassiva e objectiva possível, para evitar condenar, por um lado, e chegar a bons termos, por outro.

Swāmi Dayānanda

As palavras que nunca te direi-última cena!


Esta é a foto da última cena...
Aqui, Theresa está a receber a notícia da morte de Garret...

A diferença entre o livro e o filme é enorme.
Muitas coisas foram alteradas...nomes, a história...
O final então, está completamente diferente...

Mas, o filme está cheio de emoção e por isso, deixo aqui duas passagens do filme, que não consigo encontrar em vídeo,e que não estão no livro, que são dois desabafos de Theresa.
O primeiro é o que ela escreveu no primeiro artigo de jornal que escreveu que lhe deu direito a uma promoção no jornal...
E o segundo, é a cena final do filme, que não está no livro.

"Talvez a maioria de nós escreva a sua própria história, improvisando à medida que a vida se vai desenrolando.
Mas outros, parecem ter vidas que estão já moldadas e planeadas, às quais não podem escapar.
Perfeitas, como círculos."

" Se algumas vidas formam um ciclo perfeito, outras assumem formas que nem sempre podemos prever ou compreender.
A Perda fez parte da minha viagem.
Mas também me mostrou aquilo que é precioso...tal como o Amor pelo qual só posso estar grata."

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Todas las parejas son disparejas



“Todas las parejas son disparejas.
¿No sería más lógico que tu pareja se sintiera orgullosa de ti por ser quien eres, en vez de compararse contigo y deprimirse por ser “menos”? 
Simplemente sé tú, con tus capacidades y desaciertos, descaradamente, sin esconder ni disimular nada, y si el otro se asusta o se angustia, quizás estés con la persona equivocada. 
El amor envidioso no es amor.”

Walter Riso

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Não há despertar de consciências sem dor!


Não querer ver o mal!



Só mais um bocadinho...estou a adorar ler!

"É uma armadilha não querer ver o mal, o julgar que, se todos mantivéssemos dentro dos nossos corações, a inocência, o mundo seria melhor.
Porque o mal é real.
Está nas pessoas e “instituições que reagem com ódio na presença da bondade e, destroem o Bem na medida em que puderem”, através das suas atitudes e políticas injustas.
As pessoas que o olham de frente, apercebem-se da escuridão que o mal, nas suas diversas expressões, pode trazer às suas vidas e à das outras pessoas, e acabam por, ao ter consciência da sua presença, distinguir o certo do errado, e assim celebrar a luz, que é o amor, alcançável e perfeito nas suas imperfeições.
Confissão de indiferença e resignação, é a sombra, que é também escuridão, e não previne uma merecida existência, por se colocar à mercê do mal. "
(...)

Cristina Simões 
Incalculável Imperfeição

Ler por vezes, é  melhor que fazer psicoterapia!
A verdade desbloqueia e faz crescer, dói mas vale a pena!
...é como se diz, "tudo o que arde cura"...

A nossa Mente, o nosso Ego...pregam-nos as piores partidas...
Temos de estar sempre de olho...

.......reconciliação


"Alegria nascida do sentimento de uma reconciliação; cessa a necessidade de nos defendermos, de desconfiar, de nos punirmos.
Cessa o desejo de atacar, a não ser pelo prazer.
E tudo isso graças a um único ser.
Uma gratidão imensa relativamente a este ser: o verdadeiro amor agradece sempre, do mais profundo de si mesmo, a existência do outro, o simples fato de ser.
Reconhecimento que é doce sentir e no qual, por sua vez, se alimenta a alegria de que ele mesmo procede.
Prazer da gratidão que compensa os pavores do ciúme.
Prazer de uma atenção intensa, sustentada e concentrada, sem qualquer esforço, sobre um outro individuo, exterior a nós próprios, graças à coincidência nele da identidade e da alteridade.
Amo-te porque és a melhor parte de mim mesmo.
Amo-te porque és o que não sou, o que nunca poderei ser.
Objecto fascinante, aquele que torna possível tal convergência!
Assim, todo o amante está atento e todo o amor é, por essência atenção.
Sabia-o bem aquele moralista que declarou com indiferença uma incomensurável injuria ao ódio.
O maior preconceito é o de julgar que alguém não tem qualquer valor.
O maior favor é o de preferi-lo a todos, considera-lo, se não tudo, pelo menos uma abertura para a totalidade."

Christian David 
- O Estado Amoroso 
Ensaios Psicanalíticos

A verdade dói...quando dita de forma cruel!


O psicanalista Zimerman, escreveu:
"A verdade sem amor é crueldade, 
e o amor sem verdade é paixão. "

Mas hoje não me apetece pensar na Paixão.
A primeira afirmação parece-me bem mais interessante.
Remete-nos para aquelas situações em que ouvimos uma verdade, mas de mansinho sentimos uma profunda dor, vergonha e raiva contra nós mesmas por não a aceitarmos, com naturalidade.
Essa verdade, deixa-nos desamparadas e desarmadas. 
Se desenvolvemos estas emoções, é porque fomos sujeitas à violência oculta.
E, a razão porque não a aceitamos, é porque a atitude de quem a proferiu não nos teve em conta. Não nos reconheceu.
A verdade só é verdade, sem crueldade, se a conseguirmos entender e suportar, ao ponto de criarmos novas ideias e comportamentos. 
Esta sim, é uma verdade que cura e nos dá liberdade para evoluirmos.

Cristina Simões
Incalculável Imperfeição


Eu nunca entendi porque razão eu, por vezes, tinha de ferir os outros para me fazer ouvir.
Detesto quando sou assim, e quando o faço...para ficar bem na fotografia...fico doente, mesmo doente no sentido literal da palavra.
Este é um dos meus Corpos de Dor, sem dúvida...
É raro acontecer, mas quando acontece é de uma forma impulsiva e impensada da minha parte...
E logo a seguir, quando vejo que fui bruta com as palavras, fico para morrer...

Eu acho que a verdade sem amor, acontece cada vez que criticamos algo, ou alguém, cheios de raiva e/ou desdém, pela falta ou incapacidade do outro, marcando a distância da nossa razão ou superioridade.
Chama-se rebaixar o outro, o que é cruel!

Estou aprendendo...limando as arestas...
Felizmente, depois de ter consciência da minha impulsividade, tenho vindo a enfraquecê-la com o passar dos anos...

Top 10 Lessons from Bruce Lee


Be YOUR best.  It’s not about following in someone else’s footsteps or trying to be somebody you’re not.  It’s about unleashing your best version of yourself.  According to Bruce, “Always be yourself, express yourself, have faith in yourself, do not go out and look for a successful personality and duplicate it.”

Absorb what is useful.  It’s not about blindly adopting patterns and practices.  It’s about taking the best of the best and tailoring it.  It’s also about throwing away what doesn’t work.  Bruce borrowed concepts and techniques from everybody and every art in a relentless pursuit of the best of the best.  According to Bruce, “Absorb what is useful, Discard what is not, Add what is uniquely your own.”

Keep an open mind.  You have to be willing to throw out what you already know and have a curiosity to explore new paths.  If you’re cup is already full, you can’t learn new things.  According to Bruce, “First empty your cup.”

Aim past your target. Aim past your target, so when you fall short, you still land in the ballpark of success.  Bruce Lee was famous for his one-inch punch, but in reality he was aiming past the one-inch.  According to Bruce, “Don’t fear failure.  Not failure, but low aim, is the crime. In great attempts it is glorious even to fail.”

Stay flexible.  Be flexible in your approach.  Learn from everybody and everything and don’t get locked into a particular style.  According to Bruce, “Expose yourself to various conditions and learn.”

Focus on growth.   Push past your limits.  According to Bruce, “There are no limits. There are only plateaus, and you must not stay there, you must go beyond them.”

Know yourself. Your blind spots and ignorance can be your biggest weakness.  According to Bruce, “After all, all knowledge simply means self-knowledge.”

Master your mind and body.   It’s not enough just to be smart.  It’s not enough just to master your body.  Your body and mind support each other.  Your body helps turn what you think or dream up into results.  According to Bruce, “As you think, so shall you become.”

Apply what you know.  Life is not about watching from the sidelines.  Use what you know and put knowledge into practice.  Test yourself.  According to Bruce, “Knowing is not enough, we must do.  Willing is not enough, we must apply.”

Make things happen.  When there is no wave, make one.  According to Bruce, “To hell with circumstances; I create opportunities.”



I think it really boils down to making the most of what you’ve got, including your mind and body, pushing past your limits and following a path of continuous learning and growth.

In 32 short years Bruce Lee worked harder, did more, and lived more than most could do in 100 years. We should all learn from his example.


                                                   

Sure you know Bruce Lee the martial artist and movie star.
But do you know Bruce Lee the philosopher, comedian or master of personal development?
He continuously pushed his mind and body to new levels.
Bruce Lee truly set an example of what it means to be YOUR best.
Bruce was all about making the most of what you’ve got, seeking truth knowledge, and applying what you know.