quarta-feira, 31 de outubro de 2012

O HOLOCAUSTO DAS MULHERES



O HOLOCAUSTO DAS MULHERES


"As mulheres temem ser chamadas de bruxas por razões históricas de peso. A Inquisição foi criada em 1252 pelo papa Inocêncio IV e a tortura prosseguiu durante cinco séculos e meio até ser abolida pelo papa Pio VII em 1816. Entre 1560 e 1760 a perseguição de mulheres por bruxaria atingiu o seu auge. É chamado a este tempo o “holocausto das mulheres”. Estima-se entre cem mil e oito milhões o n.º de mulheres condenadas à morte na fogueira.

As mulheres mais temidas ou respeitadas foram as mais perseguidas. Entre as primeiras a serem queimadas, incluíam-se as parteiras e as curandeiras, as velhas que facilitavam o trabalho de parto e ajudavam as mulheres a darem à luz, que conheciam as ervas medicinais e cujos poderes provinham da observação e da experiência. As mulheres com autoridade e experiência ou conhecimentos, as mulheres excêntricas ou as mulheres com posses, normalmente viúvas também eram denunciadas, sujeitas a tortura e condenadas. Qualquer mulher idosa corria riscos, para sobreviverem, era preciso que não dessem nas vistas nem se distinguissem. Só as mulheres idosas invisíveis permaneciam vivas.
(...)

“As Mulheres Sentiam Um Medo Especial da Inquisição
(...)
Um dos mais hediondos de todos os instrumentos de tortura utilizados contra as mulheres na Inquisição eram os "fura-bruxas", mostrados em seguida. Como você pode ver, esses instrumentos são na verdade facas. O "Malleus Maleficarium" declarava que as bruxas têm uma "marca do Diabo" em algum lugar em seu corpo. Isso exigia que o sacerdote investigador fizesse ele mesmo uma inspecção minuciosa no corpo nu da pobre mulher. Essa inspecção era frequentemente realizada em meio a um grupo de homens que agiam como voyeurs, mas ostensivamente eram forçados a testemunhar essa "inspecção" por causa de seu ofício religioso!"
(...)

in, As Deusas em cada Mulher
Jean Shinoda Bolen

É impossível esquecer a perseguição às mulheres, por parte da Igreja Católica, Apostólica Romana.
Por isso me faz tanta confusão a fé cristã cega das mulheres.
Eram uma cambada de hipócritas, que em nome do cristo, faziam as maiores atrocidades...
A igreja Católica tem muitas contas a prestar....

Escravos de Hoje



(...)
"Em contraste com os que vivem em tribos, poucas pessoas dizem não ser sequer remotamente “livres” na nossa sociedade moderna: são escravas dos tempos modernos, mantidas em cativeiro pelos “proprietários de escravos” da nossa cultura.
Os proprietários de escravos utilizam as correntes da hipoteca devida ao banco, do empréstimo para o carro, das contas do cartão de crédito por pagar, da exigência de pagamento de impostos se possuírem casa própria, e as muitas outras formas subtis e não tão subtis de pressão económica e cultural que nos retiram a maior parte do tempo de vida e o utilizam para os seus próprios fins.
(…)
Os escravos sabem quando são escravos, independentemente das palavras utilizadas para descrever a sua escravidão. E procurarão escapar à escravidão, seja através de drogas cada vez mais potentes, de “entretenimento” cada vez mais intenso, ou de comportamento psicopático violento. "

(...)

In, AS ÚLTIMAS HORAS DA ANTIGA LUZ DO SOL
Thom Hartmann

Paisagens humanas - Caçadores da Alma



A presença humana no mundo deixa suas marcas e elabora suas próprias paisagens, seja com a chegada do homem às florestas inabitáveis, as manifestações culturais dos povos negros e indígenas, a favela disputando a construção de sua própria imagem, a religião e o sagrado...

Neste episódio de Caçadores da Alma, a comunhão entre fotógrafo e fotografado sobe à ribalta para mostrar como nada escapa ao olhar da fotografia, ainda que seja a subtil construção desse singular "eu" que nos constitui, a todos, como sujeitos.

"O José Medeiros dizia que a fotografia que a gente faz é aquela que nos representa, é aquela que somos. Ela mostra o seu carácter e quem você é. Ela é o retrato de quem faz.
E essencialmente é o ser humano que me comove.
Às vezes um aluno me diz assim: 'mestre, você não vai fazer aquela paisagem?'
E eu fico olhando para ele e digo: 'cara, eu não me emociono com paisagem'.
Eu acho que paisagem é para o desfrute: você tem que sentar e ver com os seus próprios olhos", diz o renomado fotógrafo Walter Firmo, um dos entrevistados deste episódio, que ainda conta com depoimentos de João Roberto Ripper, Custodio Coimbra, Januário Garcia, Adenor Gondim, Alexandre Sequeira, Tiago Santana, Ricardo Teles, Paula Sampaio, Edgar Rocha, Rogério Reis, Bira Carvalho e Ratão Diniz.

A necessidade de serem todos boas pessoinhas...



...não podiam criar uma lei que proíba maltratar os animais na indústria avicultura????
Perguntei eu...
Este é um assunto que me anda a dar um nó na cabeça nos últimos tempos...

Responderem-me assim:
A questão não está tanto na lei mas no consumo de carne animal em escala que promove esse tipo de comportamento empresarial. Quando deixarmos de gastar dinheiro para comer nuggets e outros produtos alimentares de origem animal, isso acaba.Só fazem isso porque dá muito dinheiro. E o dinheiro é bem capaz de turvar a ética e a responsabilidade humana com a natureza.

Ainda fiquei com um nó maior...
Eu acho que isto não tem nada a ver com consumo de carne. Na avicultura de corte (ou seja, que produz carne), tanto os machos quanto as fêmeas são criados para serem abatidos. Neste caso específico, estamos a falar da avicultura para consumo de carne e produção industrial de ovos, e mais especificamente, poedeiras leves. Os ovos que consumimos como fonte de proteína de alto valor biológico - não são fertilizados e portanto nunca gerariam pintos.

Interessante também é o que fazem com os bezerros machos na indústria de leite de alto rendimento - que muitos vegetarianos também ainda consomem...
Antigamente eram usados para se fazer terneiros, animais criados somente com leite, em confinamento total, e abatidos com três meses. Na maioria dos países (especialmente da Europa) que proibiram essa prática tradicional, os produtores optam por deixar o novilho morrer de inanição. Sai mais barato....
Grande conquista para os activistas dos direitos dos animais !!!

Alguns críticos perguntam a razão de se melhorar o bem-estar do gado se eles serão mortos para o consumo humano e se o melhor seria simplesmente não matar estes animais.
"Quando me perguntam como posso justificar a matança de animais para o consumo de sua carne, minha resposta é a seguinte: o gado não teria nascido se não os tivéssemos criado com fins alimentícios. Devemos dar a eles uma vida boa e uma morte sem dor", afirmou a americana Temple Grandin.

E quanto mais investigo, mais chego à conclusão que, ambos os vegetarianos e os veganos, não conseguem levar uma vida coerente com aquilo que pregam.
Porquê?
Porque tudo o que consumimos ou usamos no nosso dia a dia, tem algo de animal presente.
E na maioria dos casos, nem temos conhecimento disso...
Ora, no meu entendimento, não vale a pena apregoar para as pessoas serem vegetarianas ou veganas, se depois no decorrer do dia a dia se fazem coisas ou usam coisas com propriedades animais...

Quer queiramos, quer não, os produtores objectivam lucro como qualquer outro. 
Inclusive, a industria de produtos vegetarianos, que é uma industria em crescimento e que visa o lucro. De tal forma que, a produção de soja está a criar graves problemas a nível do solo.
Os bichinhos viram adubo orgânico para alface e tomate depois de triturados...
Isto porque a legislação dos orgânicos (o famoso selo verde), nos países em que isso funciona, tanto os padrões de produção quanto o controle são inexistentes, e existe utilização de farinha de carne e ossos na formulação das rações orgânicas.

Em suma, não tenho qualquer necessidade de me categorizar como pessoa omnívora,vegetariana, vegana, cruvidorista ...porque não é possível, ser coerente diariamente com nenhuma dessas categorias...pelo menos para mim...

Tenho presente em mim, um pouco de todas:
Sou contra o mau trato dos animais, sou contra os animais em cativeiro, espectáculos com animais, acho muito mais saudável uma alimentação à base de fruta e vegetais, visto que é muito importante uma alimentação 80% alcalina e 20% ácida, preocupo-me com a composição química dos produtos que consumo, procuro saber se a empresas que produzem os produtos que consumo se fazem testes em animais...
Mas não sou fundamentalista!
Sou eu própria!
Sem selos na testa!

Para mim, o importante é estar de bem com a minha consciência, e é só!


segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Amor Sagrado



Se você ama uma pessoa, aos poucos a forma dessa pessoa desaparece e você fica mais em contacto com o interior dela. E se você for mais fundo, até mesmo o interior da pessoa amada some e abre-se o além.

Essa pessoa era apenas uma porta, e através dela você encontrou o Divino.

Quando a gente não consegue amar, precisa de provas e rituais. Mas o ser amado está sempre próximo, é só deixá-lo revelar-se.

Sempre nos parece difícil estar em contacto permanente com o Universal, ele não tem começo nem fim, ele é imenso. Mas o caminho para chegar até Ele é sempre através de uma pessoa.

Ame, portanto.

E que o amor não seja uma competição, mas uma profunda aceitação do outro. Convide-o então, ao amor, para que penetre e mergulhe em você, sem qualquer condição.

Você vai ver: de repente o outro desaparecerá e Deus estará presente. Por que, se o amado não puder tornar-se Divino, então nada no mundo poderá tornar-se Divino e toda religião será absurda.

Isso pode acontecer em relação a uma criança e até a um cão, por exemplo. Se você estiver mergulhado num relacionamento profundo com alguém ou com alguma coisa, essa coisa se tornará Divina. A chave básica é deixar que o outro penetre no seu âmago. As pessoas se aborrecem umas com as outras e sempre ficam esperando algo de bom ou mau da outra pessoa.

Não espere nada de ninguém, tente apenas encontrar no outro aquilo que está oculto.

Osho

A man chooses a great woman...



A man chooses a great woman as part of a Spiritual journey to bump up to a higher level.
A great woman is the inspiration.
If a man chooses a "lesser" woman for lower chakra reasons,
i.e. casual sex for example,
he does not want to do the work required to shift his consciousness into being a great man.
You can always see the character of the man by the woman he chooses.

~ John Dean

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Como mudei a minha vida



Cada pessoa encontra a sua maneira de melhorar como indivíduo e eu posso dizer que encontrei uma forma que está a resultar para mim. Após muito tempo a bater com a cabeça na parede, a correr atrás de sonhos que mais tarde percebi que não valeram a pena, principalmente os que dizem respeito a coisas materiais, acabei por descobrir que precisava de encontrar um Caminho.

Criei uma pequena lista com alguns pontos interessantes que me ajudaram nos últimos 6 meses. Espero que algum deles te possa ajudar também.

Procurei um Caminho Espiritual

A questão aqui não é a tradição espiritual “A” ou “B”, mas seguir algo mais elevado, que te faça bem. A melhor tradição espiritual é aquela onde tu te sentes à vontade, feliz e que faça sentido para ti. Acredito que todas as tradições espirituais são excelentes e convergem para o mesmo ponto: superação dos próprios obstáculos, bondade, amor e compaixão. Para mim, a tradição que fez mais sentido foi o Budismo Zen.

Aprendi a ser mais Auto Reflexiva

Pensar em como me comporto no dia-a-dia é muito importante, pois começo a dar-me conta do que estou a fazer e para onde estou a ir com as minhas atitudes e sonhos. Quando comecei a reflectir mais, ajudou-me a perdoar as outras pessoas e a perdoar-me a mim também e, o mais interessante: ao perceber o que eu estava a fazer e a pensar, fui-me libertando de alguns condicionamentos e negatividades, justamente por entender como e quando eles surgiam na minha mente, já que eu passei a olhar para dentro, e não fora.

Simplifiquei a vida

Isto foi muito interessante, porque percebi que quanto mais “coisas” temos, mais responsabilidade e menos liberdade possuímos.Isto é um facto. Já dei coisas que não uso, estou a consumir menos e, consequentemente, tenho menos preocupações. Ao invés de querer ser mais organizada, porque nós não aprendemos a ter menos? Este é um processo lento, pois requer disciplina e paciência.

Mudei a postura de “carente” para a de “trazer benefício às pessoas”

Eu já fui muito carente,achava-me uma coitadinha e pensava sempre que eram os outros que precisavam de me convidar para fazer alguma coisa, ou que deveriam fazer-me feliz, e o resultado disso é que ninguém quer por perto alguém que apenas “quer”, mas não faz por merecer.
A malvada carência.
Podemos até pensar que não somos carentes, mas em certo nível todas as pessoas são carentes em relação a algo. Isso não diz respeito apenas aos relacionamentos, mas também a “coisas”, percepções e sentimentos.
Então, a questão é parar de ser carente e oferecer mais às outras pessoas.
Afinal, sempre temos algo a oferecer.

Resumo:

Procura um caminho espiritual
Sê auto reflexiva
Simplifica a tua vida
Deixa de ser carente e começa a beneficiar as pessoas

Espero que a minha experiência te possa ajudar de alguma maneira...

Oferecer


Shunryu Suzuki 

Quando você for para o trabalho, para a faculdade, para uma balada, não vá com uma postura de buscar algo, conseguir algo, sugar algo do local ou das pessoas. Vá para oferecer, vá para gentilmente entregar às pessoas as qualidades de sua simples presença. Ofereça qualquer coisa. Um olhar profundo já é muito hoje em dia. Vá para os lugares e apenas treine olhar tudo com um olhar de abismo. Muitas pessoas precisam só disso: serem olhadas, contempladas suave e lentamente, reconhecidas em sua manifestação mais subtil, tocadas de alguma forma e conectadas com um outro que as transcende e reacende o mistério que as faz viver.

No momento em que se coloca em uma posição mendicante, você adentra um mundo de carência, sente-se incapaz de oferecer algo aos outros e termina com um olhar que suga e enfraquece a energia de qualquer um ao seu redor. Ao final do dia, você continuará insatisfeito e certamente terá construído relações patológicas com os seres, baseadas em sua carência.

Por outro lado, se adoptar uma postura expansiva e radicalmente aberta, oferecendo sua existência ao deleite dos outros, você age reconhecendo que não tem nada a perder. Não há medo nem hesitação em seu olhar. Sem esperar ou exigir nada dos outros, você age desimpedidamente, em uma dança subtil em meio às situações. Qualquer solidez ou bloqueio é atravessada por sua leveza e transparência. Qualquer obstrução é liberada pela presença da sua espontaneidade. Você apenas sorri e faz todos sorrirem, ou ainda: você cria o espaço para que todos possam sorrir.

Seu olhar sequer vem de seus olhos. É não-local, surge em qualquer olho, surge do espaço entre os seres, dos rizomas que os trespassam. Você age sem estratégias e cria um raro ambiente no qual cada pessoa se sente livre para igualmente abandonar suas estratégias e apenas ser. Isso é um alívio para qualquer um.

Quando nos apresentamos como mendigos, quando pedimos por algo, tudo nos é insuficiente, ralo, pouco. No fundo, estamos fechados e por isso acabamos não vendo o que há, sem perceber os tesouros de cada lugar, de cada ser, de cada evento. É o coração contraído que suplica, que pede, que suga. Quando vamos sem nada pedir, estamos abertos. Tudo nos arrebata. Tudo já é demais e nos enriquece imediatamente. A qualidade viva das coisas faz nossa visão transbordar de luminosidade.

Ao final do dia, brotará em você uma alegria sem causas, não condicionada. Não há frustração ou insatisfação. Você apenas deu o seu melhor e sente-se em paz. Não interessa se alguém notou, se recebeu elogios ou se você foi completamente ignorado. Você ofereceu toda a sua profundidade. Não há presente maior que um homem possa dar.

GUSTAVO GITTI

Absolutamente L.A.




Absolutamente L.A.(L.A. Without a Map )
1998

Directed by Mika Kaurismäki

Johnny Depp - Himself / William Blake 


Aos 22 anos, Richard, apesar de ter herdado a funerária de seu pai, deseja ser escritor.
Sua vida vira de cabeça para baixo quando, na sua pequena cidade na Inglaterra, conhece e se apaixona por Bárbara, uma bela e jovem aspirante a actriz que mora em Los Angeles e está de passagem.
Ele decide viajar para a Califórnia para encontrar a rapariga, encorajado pelo espírito de seu herói (Johnny Depp).
Ao mesmo tempo em que o namoro entre os dois acontece, Richard conhece como as coisas funcionam em Hollywood e enfrenta um rival que tenta atrapalhar seu romance.
Adaptado da autobiografia de Richard Rayner sobre suas desventuras em Hollywood.

ASTRAKAN CAFÉ - Anouar Brahem Trio

Ser feliz



Siga tranquilamente, entre a inquietude e a pressa, lembrando-se que há sempre paz no silêncio.

Tanto quanto possível, sem humilhar-se viva em harmonia com todos os que o cercam.

Fale a sua verdade mansa e claramente, e ouça a dos outros, mesmo a dos insensatos e ignorantes, eles também tem sua própria história.

Evite as pessoas agressivas e transtornadas, elas afligem o nosso espírito.

Se você se comparar com os outros, você se tornará presunçoso e magoado, pois haverá sempre alguém inferior e alguém superior a você.

Você é filho do universo, irmão das estrelas e árvores, você merece estar aqui; e mesmo que você não possa perceber, a Terra e o Universo vão cumprindo o seu destino.

Viva intensamente o que já pode realizar, mantenha-se interessado em seu trabalho, ainda que humilde, ele é o que de real existe ao longo de todo o tempo.

Seja cauteloso nos negócios, porque o mundo está cheio de astúcia, mas não caia na descrença, a virtude existirá sempre.

Muita gente luta por altos ideais, em toda parte a vida está cheia de heroísmo.

Seja você mesmo, principalmente não simule afeição nem seja descrente do amor, porque mesmo diante de tanta aridez e desencanto ele é tão perene quanto a relva.

Aceite com carinho o conselho dos mais velhos, mas também seja compreensivo aos impulsos inovadores da juventude, alimente a força do espírito que o protegerá no infortúnio inesperado; mas não se desespere com perigos imaginários, muitos temores nascem do cansaço e da solidão.

E a despeito de uma disciplina rigorosa seja gentil consigo mesmo.

Você é filho do universo, irmão das estrelas e árvores, você merece estar aqui; e mesmo que você não possa perceber a terra e o universo, vão cumprindo o seu destino.

Portanto esteja em paz com Deus, como quer que você o conceba e quaisquer que sejam os seus trabalhos e aspirações, da fatigante jornada pela vida, mantenha-se em paz com sua própria alma. Acima da falsidade, do desencanto e agruras, o mundo ainda é bonito. Seja prudente.

FAÇA TUDO PARA SER FELIZ

Manuscrito encontrado numa Igreja em Boston por volta de 1644.

Quero



Quero libertar-me do passado, das mágoas, dos rancores, dos desamores.
Libertar-me dos maus pensamentos, más atitudes, maus sentimentos.
Libertar-me daquilo que não me faz feliz.

Quero Ser livre para a vida, ser livre para o amor, ser livre para mim!

sem desculpas...



Jamais uses os problemas da vida como desculpa para o comodismo.

"As pessoas que vencem neste mundo são as que procuram as circunstâncias de que precisam e, quando não encontram,arranjam forma de criá-las."
Esta é uma bela mensagem que o dramaturgo irlandês Bernard Shaw nos deixou.

Lembra-te de que sempre há o que fazer.
Nós somos livres para lutar contra o que nos faz mal.

Como escreveu certa vez o filósofo francês Jean-Paul Sartre, sintetizando parte da sua filosofia, "o mais importante não é o que fizeram de nós, mas o que fazemos com o que fizeram de nós".

Não deixes a felicidade guardada na gaveta...

Pensa nisto.

Árvore



Você já percebeu quais galhos de uma árvore são os primeiros a se quebrar com um vento forte?
Os galhos flexíveis, capazes de se curvar ao vento, conseguem sobreviver, enquanto os rígidos se quebram mesmo que pareçam frequentemente mais fortes.
Sua forma de reagir à tensão e à mudança é determinante para sua paz de espírito.
Por mais forte que pareça ser, se não estiver disposto a ouvir, transigir ou mudar, é provável que sofra muitas “rachaduras”.
Pelo contrário, a capacidade de curvar-se aos ventos inevitáveis da vida conduz à calma e à felicidade.

Lee L. Jampolsky

ORAÇÃO CHEROKEE



Eu caminho para dentro e para fora de muitos mundos.
Em minha mente, há muitas moradas.
Cada uma destas, criamos nós mesmos:
a morada da raiva, a morada do desespero, a morada da auto-piedade,
a morada da indiferença, a morada do negativo, a morada do positivo,
a morada da esperança, a morada da alegria, a morada da paz,
a morada do entusiasmo, a morada da cooperação, a morada da doação.
Cada uma dessas moradas visitamos todos os dias.
Podemos permanecer em cada uma delas o tempo que quisermos.
Podemos abandonar cada uma dessas moradas mentais no momento que desejarmos.
Nós criamos a casa, nós ficamos na casa, nós saímos da casa quando bem quisermos.
Podemos criar novos aposentos, novas casas.
Quando entramos nestas moradas elas tornam-se nosso mundo até que a deixemos por outra.
Grande Espírito, ninguém pode determinar a morada que devo escolher entrar.
Ninguém tem o poder para isso, a não ser eu mesmo.
Permita-me que hoje eu escolha sabiamente.


Hoje



Aparentemente, parece que não existe nada que não possa acontecer hoje.
Hoje, em breve se acabará. Porém, os valores que você pode criar, enquanto ele está aqui, poderão acompanhá-lo por muitos e muitos anos. Hoje, existem feridas que você pode curar. Hoje, há discordâncias que podem ser transformadas em compreensões.

Hoje, existem desafios e problemas que você pode, através dos seus esforços - e da plena graça – transformar em positivas realizações. Hoje, existem fraquezas que, através da sua atenção e persistência, se transformarão em pontos fortes em seu favor.

Hoje, existem visões que podem ser transformadas em realidade. Hoje, existem pequenos momentos que podem ser transformados em grandes e memoráveis tesouros. Hoje, existe alegria que pode ser desfrutada plenamente em sua vida. Hoje, existe amor que pode crescer ainda mais revigorado. Hoje é o dia que Deus lhe dá para viver e ele está carregado de maravilhosas possibilidades. Cabe a você ver esse “hoje” e fazer dele o melhor hoje de sua vida.

Mark Twain

Mulheres



"Certo dia parei para observar as mulheres e só pude concluir uma coisa:
Elas não são humanas. São espiãs. Espiãs de Deus, disfarçadas entre nós.
Pare para refletir sobre o sexto-sentido.
Alguém duvida de que ele exista ?
E como explicar que ela saiba exatamente qual mulher,
entre as presentes, em uma reunião, seja aquela que dá em cima de você ?
E quando ela antecipa que alguém tem algo contra você,
que alguém está ficando doente ou que você quer terminar o relacionamento ?
E quando ela diz que vai fazer frio e manda você levar um casaco ?
Rio de Janeiro, 40 graus, você vai pegar um avião pra São Paulo.
Só meia-hora de vôo. Ela fala pra você levar um casaco,
porque "vai fazer frio". Você não leva. O que acontece ?
O avião fica preso no tráfego, em terra, por quase duas horas,
depois que você já entrou, antes de decolar.
O ar condicionado chega a pingar gelo de tanto frio que faz lá dentro !
"Leve um sapato extra na mala, querido.
Vai que você pisa numa poça..."
Se você não levar o "sapato extra", meu amigo,
leve dinheiro extra para comprar outro.
Pois o seu estará, sem dúvida, molhado...
O sexto-sentido não faz sentido !
É a comunicação direta com Deus !
Assim é muito fácil...

As mulheres são mães !
E preparam, literalmente, gente dentro de si.
Será que Deus confiaria tamanha responsabilidade a um reles mortal ?
E não satisfeitas em ensinar a vida
elas insistem em ensinar a vivê-la, de forma íntegra,
oferecendo amor incondicional e disponibilidade integral.
Fala-se em "praga de mãe", "amor de mãe", "coração de mãe"...
Tudo isso é meio mágico...

Talvez Ele tenha instalado o dispositivo
"coração de mãe" nos "anjos da guarda" de Seus filhos
( que, aliás, foram criados à Sua imagem e Semelhança ).
As mulheres choram. Ou vazam ? Ou extravazam ?
Homens também choram, mas é um choro diferente.
As lágrimas das mulheres têm um não sei quê
que não quer chorar, um não sei quê de fragilidade,
um não sei quê de amor, um não sei quê de tempero divino,
que tem um efeito devastador sobre os homens...
É choro feminino. É choro de mulher...
Já viram como as mulheres conversam com os olhos ?
Elas conseguem pedir uma à outra para mudar de assunto
com apenas um olhar.
Elas fazem um comentário sarcástico com outro olhar.
E apontam uma terceira pessoa com outro olhar.
Quantos tipos de olhar existem ?
Elas conhecem todos...
Parece que freqüentam escolas diferentes
das que freqüentam os homens !
E é com um desses milhões de olhares
que elas enfeitiçam os homens.
EN-FEI-TI-ÇAM !

E tem mais ! No tocante às profissões,
por que se concentram nas áreas de Humanas ?
Para estudar os homens, é claro !
Embora algumas disfarcem e estudem Exatas...
Nem mesmo Freud se arriscou a adentrar nessa seara.
Ele, que estudou, como poucos, o comportamento humano,
disse que a mulher era "um continente obscuro".
Quer evidência maior do que essa ?
Qualquer um que ama se aproxima de Deus.
E com as mulheres também é assim.
O amor as leva para perto dEle, já que Ele é o próprio amor.
Por isso dizem "estar nas nuvens", quando apaixonadas.
É sabido que as mulheres confundem sexo e amor.
E isso seria uma falha, se não obrigasse os homens
a uma atitude mais sensível e respeitosa com a própria vida.
Pena que eles nunca verão as mulheres-anjos que têm ao lado.
Com todo esse amor de mãe, esposa e amiga,
elas ainda são mulheres a maior parte do tempo.
Mas elas são anjos depois do sexo-amor.
É nessa hora que elas se sentem o próprio amor encarnado
e voltam a ser anjos.
E levitam.
Algumas até voam.

Mas os homens não sabem disso.
E nem poderiam.
Porque são tomados por um encantamento
que os faz dormir nessa hora."

Luís Fernando Veríssimo

Vinícius



"Ponha o seu melhor sorriso no rosto,
vista a sua roupa que te deixe mais confiante
e vá em direcção dos motivos que te fazem sorrir.
A felicidade não precisa de nada complexo para ser alcançada,
ela é formada através da determinação que você direcciona
ao realizar seus sonhos e vontades."

Vinícius Morais

Vida



Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis
e esquecer pessoas inesquecíveis.

Já fiz coisas por impulso,
já me decepcionei com pessoas 
que eu nunca pensei que iriam me decepcionar,
mas também já decepcionei alguém.

Já abracei pra proteger,
já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,
e amigos que eu nunca mais vi.

Amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,
fui amado e não amei.

Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,
e quebrei a cara muitas vezes!

Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,
me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade
e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).

Mas vivi!
E ainda vivo!
Não passo pela vida.
E você também não deveria passar!

Viva!!

Bom mesmo é ir à luta com determinação,
abraçar a vida com paixão,
perder com classe
e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é muito para ser insignificante.

Augusto Branco

Sem desculpas




"Onde quer que você esteja, esteja lá por inteiro.
Se você acha insuportável o seu aqui e agora e isso lhe faz infeliz, há três opções:
abandone a situação, mude-a ou aceite-a totalmente.
Se você deseja ter responsabilidade sobre a sua vida,
deve escolher uma dessas opções e deve fazê-lo agora.
Depois, arque com as consequências.
Sem desculpas. Sem negatividade."

Eckhart Tolle

Poder Interno



"Fique em silêncio, cultive o seu próprio poder interno.
Respeite a vida de tudo o que existe no mundo.
Não force, manipule ou controle o próximo.
Converta-se no seu próprio Mestre e deixe os demais serem o que têm a capacidade de ser."

(Texto Taoista)

Felicidade



''Em si, a vida é neutra. Nós a fazemos bela, nós a fazemos feia;
a vida é a energia que trazemos a ela.
Deixe que o riso seja o seu templo, e você se sentirá em profundo contacto com o divino.
A felicidade não é um destino, é uma viagem.
A felicidade não é amanhã, é agora.
A felicidade não é uma dependência, é uma decisão.
A felicidade é o que você é, não o que você tem.''

OSHO

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Today My Life Began



Today My Life Began. Although I am nothing more than a tiny being invisible to the eye, my entire body and soul are already determined. I am a girl. I am gentle and love children. I will have stand-up ears and dark brown eyes that show all the love I have to give. I am a rascal. My inborn urge to dig will bring me trouble. My teeth are sharp and my body strong and athletic but I will never use them against people, for I am born to love people. I can hardly wait.

Today I am born. I have four brothers and five sisters. They are all warm, soft and cuddly like myself. We don't do anything except nurse and sleep to prepare for our future lives.

I have opened my eyes for the first time. My mother is large and has a beautiful stand-off coat like I will have. My litter mates and I still spend most of our time eating and sleeping.

Today I tried my legs. They are shaky, but I persevere and will succeed. I begin to play with the others and frighten myself with my woo-woos. Our people pick us up each day and hold us closely, talking quietly. When they stroke me, my body can hardly contain my happiness. It quivers with joy, and I use my tongue to show them.

We are growing quickly and have learned to eat from a pan. We move around and climb out of our box. Our people say we are little pests and put us into a larger pen, hugging us to soothe their words.

I have a name now. It is "Midnight Lace." I am called Lacy by my people. My family is full of bounces, kisses and mischief. We have many toys and the children in the family romp with us, making the house come alive with laughter and fun. I am beginning to learn what "No, Lacy" means.

New people have come into our world, and some of my brothers and sisters have left. Everyone shows me love, and I return it.

Today I came to a new house. The people are not my people but they seem nice. I am happy as long as my tummy is full and I am loved. I eat my supper and the children take me out. I do what I am supposed to do, and they say, "Good Lacy." We have a good time playing.

Today the children forgot to take me out and I did something bad. I heard a big "NO!", and I am in disgrace. I know I did wrong and will try not to misbehave anymore.

Things are different here, and people don't have much time for me. I spend as much time lying around and sleeping as I did when I was a little puppy. I am bored, and I find things for myself to do. My people are not happy. They raise their voices, and I do not feel the loving touch from their hands as often.

I am much bigger and I need care and training. Too much, the people say. They say they did not know I would be so big. They say they did not know they would have to brush my coat so often or that I would shed so much. They say I dug a hole in their flower bed. I say I am sorry with my eyes, but they do not see.

Today I was taken for a long ride. Usually I love to ride, but this time was different. I was taken away at night, and the man was very quiet. The lady was crying, and the children were sleeping, I felt upset. Then the car door opened, and I hopped out, ready for romp. But the door slammed, and the car drove away. I am frightened. I am hungry. I wait.

I have waited a very long time. My tummy hurts. I am not happy. I have seen people at their houses, but they have no love for me. My eyes shine with the love I have to give, but nobody wants it.

I try to find food. I am hungry. I dig through some garbage, but there is so little food, and people come out to yell. I run across the road. It is dark, and a car hits me, throwing me into the gutter.

For some time, I lie still. Finally I get up because the ache in my stomach is worse than the pain in my leg. I walk through the night searching for what I have lost. But I cannot find it. I lie down to wait . . .I Know not what for.

Today a man came. He called me. He did not say, "Here Lacy," like my people did, but he said, "Here, doggy." He seemed kind. I am so afraid, but my leg hurts and his touch is gentle. He puts me in his car. We got to a large place with many other dogs. I have my first full meal in a long time.

Another looks at me. My leg is very painful, and my heart is full of grief. My beautiful coat is no longer shiny, and my bones show through it. My eyes still glow and I lick his hand. He says, "What a shame. This was a beautiful dog, but nobody will want her now."

Today My Life Ended.

~ Author Unknown ~

Tenho andado a pensar...



Hoje deu-me a vontade de registar aqui, um momento da minha vida da altura da faculdade, tinha eu os meus 19, 20 anos...

Eu era muito pispirreta, e no meu segundo ano da faculdade, andava sempre a discutir com um colega de turma, especialmente nas aulas práticas.
Tínhamos sempre opiniões contrárias em relação a tudo, e ambos tínhamos a necessidade de provar um ao outro que tínhamos razão.

Um dia, numa dessas aulas práticas, a professora chama-nos e pede-nos para nos sentarmos, um em cada lado da sala.
Ao meio, na secretária dela, estava uma peça em vidro.
Ela pediu-me para lhe dizer de que cor era a peça, e eu prontamente respondi que era branca.
Depois, perguntou-lhe a ele de que cor era a peça, e ele respondeu rapidamente que era verde.
Começamos logo os dois a discutir como era costume.
A professora acalmou os ânimos e pediu para trocarmos de lugares.
Eu fui para o lugar dele e ele foi para o meu.
Logo de seguida, a professora perguntou-me de que cor era a peça e eu, quase sem fala, respondi que era verde.
Depois, perguntou-lhe a ele de que cor era a peça e ele respondeu que era branca.

Ela respondeu que era só, e que podíamos sair...
Nenhum de nós teve a coragem de dizer nada...
Nem naquele dia, nem nos dias seguintes...

Eu percebi o que a professora nos quis dizer, e sabia que ela tinha razão mas, do saber ao fazer vai uma grande distância.
E apesar de não conseguir mudar a minha forma de ser, até aos meus 35 anos, quando entrava em discussões por causa de alguma coisa, lembrava-me sempre deste episódio.
Foi uma coisa que me marcou.

Finalmente, quase 20 anos depois, para além de perceber e de saber, eu consigo ter atitudes de acordo!
De facto, há sempre várias formas de ver a mesma coisa,deixei de ver tudo a preto e branco e já consigo ver o cinzento.
Por isso é tão importante aceitar os outros como são, e não como eu gostaría que fossem.
Eles apenas vêm a mesma coisa de um prisma diferente do meu.
Por isso é tão importante não julgar ninguém!

A minha luta continua, tenho um génio de cão, e continuo a entrar em discussões completamente desnecessárias, só para defender o meu ponto de vista.
Mas, pelo menos, já não discuto por causa de futebol...


Coragem



“Basicamente, coragem é arriscar o conhecido pelo desconhecido, o familiar pelo não familiar,
o confortável pelo desconfortável,
árdua peregrinação rumo a um destino desconhecido.
E jogar. Mas só os jogadores sabem o que é a vida. 
Aqueles que são corajosos vão em frente.
Procuram todas as oportunidades para enfrentar o perigo.
A sua filosofia de vida não é a filosofia das companhias de seguros.
A sua filosofia de vida é a de um escalador de montanhas, alguém que desliza e flui, um surfista.
E não se trata apenas de um surfista que se aventura nos altos mares
mas nos seus próprios mares interiores mais profundos.
E não apenas no exterior eles escalam Alpes e Himalaias;
eles perseguem os cumes das montanhas dentro de si mesmos.”

Osho

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Craig Armstrong - Balcony Scene

                                                 

Banda Sonora do filme Romeu e Julieta!

Vegetarianismo e Veganismo



Comunidade Guarani-Kaiowá ameaça suicídio coletivo por causa de criadores de gado.

"Eles estão em vias de perder o seu território para os fazendeiros de Mato Grosso do Sul. As fazendas são cercadas por capangas armados que, segundo depoimentos dos índios, fazem o que querem. É uma terra sem lei, onde o coronelismo ainda pode, infelizmente, ser visto e sentido. O massacre do povo Guarani-Kaiowá não é de hoje e eles sabem que não terão hipótese de sobrevivência longe do rio Hovy. O desespero dos índios aconteceu justamente a partir do momento que souberam que a Justiça quer que eles saiam das margens deste volumoso rio, que fica no município de Naviraí-MS.

O Brasil, país dominado pela pecuária, explora os seus cidadãos, seus recursos naturais e massacra seus animais para manter uma economia que só traz riquezas e prosperidades a alguns, justamente aqueles que destroem.
O consumidor, que é quem tem nas mãos o poder de escolher que produtos e que empresas quer ver no supermercado, tem uma parcela de culpa nisto tudo, acham os vegetarianos e os veganos.

Os omnívoros,não acham que patrocinam tudo isto que está a acontecer, pelo facto de comerem carne.Acham que se tem de protestar contra os criadores de gado e não contra quem consome carne. Acham que a culpa é das empresas e não dos consumidores. A culpa é do governo que não fiscaliza e não cria leis que impeçam que essas empresas façam esses crimes. Acham que devemos mudar a forma da nossa cadeia de produção e consumo e não mudar radicalmente os alimentos que gostamos de consumir.Acham que não patrocinam morte de índios, que são contra a crueldade aos animais,são contra a devastação das florestas,são contra o novo código florestal,no entanto gostam de comer carne.
E para acabar a versão dos omnívoros, saem-se sempre com a questão da Soja : Acham que a Soja também cria graves problemas ambientais, a nível dos solos, e acham que  não há diferença entre produtor de soja e de gado.
Só para esclarecer, 80% da soja vai para consumo do gado na forma de ração, de novo carne... lamento mas, a lógica é mesmo cruel, da mesma forma que quem compra animais de estimação alimenta um comercio cruel e desumano para os animais de raça. As nossas escolhas têm um preço e, às vezes este preço é muito alto porque é em vidas e, vidas quando se acabam não voltam mais...

O consumo de soja seria drasticamente reduzido se boa parte não se destinasse a ser usada para ração dos animais, para alimentar gado.
Vive-se um paradoxo sem solução enquanto se consumir carne.
E mostrar fatos não é atacar.
A coisa é mais simples do que se imagina.
A pecuária, num sistema capitalista, é por sua natureza expansionista e quer ocupar cada vez mais áreas, pois não se destina a alimentar o mundo e sim a lucrar.
Tenho amigos omnívoros. E não os ataco, mas espero a resposta deles quanto a esse paradoxo que vivem: gostar de animais, mas consumir carne.

Esse é só um dos problemas que o consumo de carne gera.
Quem come carne financia SIM tudo isto e muito mais.
O consumo da soja está ligado a isso também, já que boa parte de sua produção vai para alimentação desses animais. Não adianta comer carne e depois vir com mimimi dizer que é contra a crueldade contra os animais, que o governo devia tratar de melhorar a indústria, etc... A solução é parar de comer e pronto, não confiar em governos.
É triste ver que ainda existem pessoas que têm esperança que o governo faça alguma coisa em relação a isto.
Até os índios já desistiram e se querem suicidar... É por isso que o Mundo não muda, porque as pessoas se acomodam. Só querem reclamar dos governos,e fazer alguma coisa que é bom nada!
Afinal, culpar alguém é sempre mais fácil.

Eu acho que as pessoas que comem carne não têm culpa pela morte dos Índios, mas têm uma responsabilidade embutida, além do sofrimento dos animais que não pode ser ignorado.
Vão a um matadouro de gado, ou a um matadouro de aves e vejam com os vossos olhos!

Já para não falar dos países subdesenvolvidos, que deixam de consumir os seus cereais, deixam as suas populações à fome, para exportar os cereais para os países desenvolvidos alimentarem o gado que enche as prateleiras dos supermercados da esquina das nossas casas.

Tudo está conectado.
Qual o sentido de se criar gado em massa, além de ser para o consumo de carne?
O que obriga a derrubar florestas, acabar com o habitat de animais, plantas e seres humanos?"


Índios Guarani-Kaiowá



Índios Guarani-Kaiowá anunciam suicídio colectivo no Mato Grosso do Sul, no Brasil.

Uma carta assinada pelos líderes indígenas da aldeia Guarani-Kaiowá, do Mato Grosso do Sul, e remetida ao Conselho Indigenista Missionário (CIMI), anuncia o suicídio coletivo de 170 homens, mulheres e crianças se a Justiça Federal mandar retirar o grupo da Fazenda Cambará, onde estão acampados provisoriamente às margens do rio Hovy, no município de Naviraí. Os índios pedem há vários anos a demarcação das suas terras tradicionais, hoje ocupadas por fazendeiros e guardadas por pistoleiros. O líder do PV na Câmara, deputado Sarney Filho (MA), enviou carta ao ministro da Justiça pedindo providências para evitar a tragédia.

Leia a íntegra da carta dos índios ao CIMI:

Carta da comunidade Guarani-Kaiowá de Pyelito Kue/Mbarakay-Iguatemi-MS para o Governo e Justiça do Brasil

Nós (50 homens, 50 mulheres e 70 crianças) comunidades Guarani-Kaiowá originárias de tekoha Pyelito kue/Mbrakay, viemos através desta carta apresentar a nossa situação histórica e decisão definitiva diante de da ordem de despacho expressado pela Justiça Federal de Navirai-MS, conforme o processo nº 0000032-87.2012.4.03.6006, do dia 29 de setembro de 2012. Recebemos a informação de que nossa comunidade logo será atacada, violentada e expulsa da margem do rio pela própria Justiça Federal, de Navirai-MS.

Assim, fica evidente para nós, que a própria ação da Justiça Federal gera e aumenta as violências contra as nossas vidas, ignorando os nossos direitos de sobreviver à margem do rio Hovy e próximo de nosso território tradicional Pyelito Kue/Mbarakay. Entendemos claramente que esta decisão da Justiça Federal de Navirai-MS é parte da ação de genocídio e extermínio histórico ao povo indígena, nativo e autóctone do Mato Grosso do Sul, isto é, a própria ação da Justiça Federal está violentando e exterminado e as nossas vidas. Queremos deixar evidente ao Governo e Justiça Federal que por fim, já perdemos a esperança de sobreviver dignamente e sem violência em nosso território antigo, não acreditamos mais na Justiça brasileira. A quem vamos denunciar as violências praticadas contra nossas vidas? Para qual Justiça do Brasil? Se a própria Justiça Federal está gerando e alimentando violências contra nós.  Nós já avaliamos a nossa situação atual e concluímos que vamos morrer todos mesmo em pouco tempo, não temos e nem teremos perspectiva de vida digna e justa tanto aqui na margem do rio quanto longe daqui. Estamos aqui acampados a 50 metros do rio Hovy onde já ocorreram quatro mortes, sendo duas por meio de suicídio e duas em decorrência de espancamento e tortura de pistoleiros das fazendas.

Moramos na margem do rio Hovy há mais de um ano e estamos sem nenhuma assistência, isolados, cercado de pistoleiros e resistimos até hoje. Comemos comida uma vez por dia. Passamos tudo isso para recuperar o nosso território antigo Pyleito Kue/Mbarakay. De fato, sabemos muito bem que no centro desse nosso território antigo estão enterrados vários os nossos avôs, avós, bisavôs e bisavós, ali estão os cemitérios de todos nossos antepassados.
Cientes desse fato histórico, nós já vamos e queremos ser mortos e enterrados junto aos nossos antepassados aqui mesmo onde estamos hoje, por isso, pedimos ao Governo e Justiça Federal para não decretar a ordem de despejo/expulsão, mas solicitamos para decretar a nossa morte coletiva e para enterrar nós todos aqui.

Pedimos, de uma vez por todas, para decretar a nossa dizimação e extinção total, além de enviar vários tratores para cavar um grande buraco para  jogar e enterrar os nossos corpos. Esse é nosso pedido aos juízes federais. Já aguardamos esta decisão da Justiça Federal. Decretem a nossa morte coletiva Guarani e Kaiowá de Pyelito Kue/Mbarakay e enterrem-nos aqui. Visto que decidimos integralmente a não sairmos daqui com vida e nem mortos.

Sabemos que não temos mais chance em sobreviver dignamente aqui em nosso território antigo, já sofremos muito e estamos todos massacrados e morrendo em ritmo acelerado. Sabemos que seremos expulsos daqui da margem do rio pela Justiça, porém não vamos sair da margem do rio. Como um povo nativo e indígena histórico, decidimos meramente em sermos mortos coletivamente aqui. Não temos outra opção esta é a nossa última decisão unânime diante do despacho da Justiça Federal de Navirai-MS.  

Atenciosamente, 
Guarani-Kaiowá de Pyelito Kue/Mbarakay

They cannot hide the truth from us



“Take what I am saying to heart - They cannot hide the truth from us, they can only try their best to have us look in the wrong direction. Listen carefully to the sounds of truth, train yourself to hear it and feel it. They don't want us to know that we have the ability to find truth, because then we will do just that.

Think of it this way, let's say u are in the jungle with a whole bunch of other people, desperately looking for food, and then u come across a patch of food - you can either share it with others and be equal to them, or you can do everything in your power to distract the others from that patch of land, you will set up fake incidents etc in other places, ESPECIALLY when someone may be close to finding the food, you will do anything you must to draw the attention of the others elsewhere.

But everyone has the ability to find the food, we need to just concentrate on the journey of discovering the truth instead of paying attention to all the distractions which are keeping us from the truth. We are so busy concentrating on all the distractions that we don't pay much time to finding that patch of food, and thus we don't find it.

I hope you keep this in mind and empower yourself and not be fooled any longer. Spend your time looking for truth instead of being distracted by all the things that they are putting out there to keep us occupied and away from the food/truth.”

Tomer Eini

Creating Dream by Xavier Rudd



Xavier Rudd Helps Sea Shepherd's Education and Outreach Efforts with Spirit Bird Tour
Australian musician and avid Sea Shepherd supporter Xavier Rudd's Spirit Bird tour is underway, and local Sea Shepherd chapters will hold education and outreach tables at many of his North American shows!

If you have never heard the enchanting and uplifting sounds of Xavier Rudd's music, you are in for a treat! He ties in aboriginal themes with environmentalism, creating a sound and energy like no one else. His newest album, Spirit Bird, even features a song called Creating a Dream where he pays homage to Captain Paul Watson's vision.


"Creating a Dream", do novo álbum Spirit Bird de Xavier Rudd, música que presta homenagem ao Capitão Paul Watson da Sea Shepherd's Education and Outreach Efforts. 
Que homem Inigualável!!!!! É o fundador do Sea Shepherd Conservation Society e uma figura significativa nos movimentos ambientais e dos direitos dos animais.Ffoi nomeado pela Time Magazine no ano 2000 como um dos "Heróis Ambientais do Século 20". É procurado pela polícia em três continentes. Fugiu das autoridades alemãs a 22 de Julho de 2012 e até agora ninguém sabe do seu paradeiro. Paul Watson é considerado um “pirata” eco-terrorista, devido às suas campanhas anuais que promove e interferem com a caça à baleia.

O amante da biodiversidade marinha é conhecido por passar pouco menos de um mês por ano em terra, logo as autoridades suspeitam que ele esteja algures nos oceanos - local onde se sente mais seguro e onde está mais protegido das leis. Porém, Paul Watson não é um “pirata” qualquer. 40 anos de activismo ambiental!!!!

LA MATRIZ DE LA CREACIÓN



Lo femenino es la matriz de la creación. Esta verdad es algo profundo y elemental, y toda mujer la conoce desde las células de su cuerpo, desde la profundidad de su instinto. La vida surge de la substancia de su propio cuerpo. Las mujeres pueden concebir y dar a luz, ser partícipes del mayor misterio, que es traer un alma al mundo. Y, no obstante, nos hemos olvidado, o se nos ha privado, de la profundidad de este misterio, de cómo la luz divina del alma crea un cuerpo en el seno de la mujer, y de cómo las mujeres participan en este misterio, entregando su propia sangre, su propio cuerpo, a aquello que va a nacer. El enfoque de nuestra cultura en un Dios incorpóreo, trascendente, ha dejado a las mujeres despojadas, negándoles el carácter sagrado de este sencillo misterio de amor divino.

De lo que no nos damos cuenta es de que esta negación patriarcal no sólo afecta a todas las mujeres, sino también a la vida misma. Cuando negamos el misterio divino de lo femenino, también le estamos negando algo fundamental a la vida. Estamos separando la vida de su núcleo sagrado, de la matriz que alimenta a toda la creación. Separamos nuestro mundo de la única fuente que puede sanarlo, alimentarlo y transformarlo. La misma fuente sagrada que nos dio la vida a cada uno de nosotros es necesaria para darle significado a nuestras vidas, para alimentarlas con lo que es verdadero, y para revelarnos el misterio, el propósito divino de estar vivos.

Dado que la humanidad desempeña una función central en la totalidad de la creación, lo que nos negamos a nosotros mismos, se lo negamos a todo lo que está vivo. Negándole a lo femenino su poder y propósito sagrados, hemos empobrecido la vida de un modo que no entendemos. Le hemos negado a la vida la fuente sagrada de significado y designio divinos, que las sacerdotisas de la antigüedad conocían.

Atrás ha quedado la época de las sacerdotisas, de sus templos y ceremonias, y dado que la sabiduría de lo femenino no ha sido documentada por escrito, sino transmitida de forma oral (logos es un principio masculino), se han perdido sus conocimientos sagrados. No podemos hacer volver el pasado, pero podemos dar testimonio de un mundo en el que ella no está presente, un mundo en el que explotamos por codicia y afán de poder, en el que violamos y contaminamos sin ninguna consideración. Entonces podremos emprender la labor de darle la bienvenida a la naturaleza femenina, de reconectarnos con lo divino que se encuentra en el núcleo de la creación, y aprender de nuevo a trabajar con los principios sagrados de la vida. Sin la intercesión de la deidad femenina, permaneceremos en este terreno física y espiritualmente estéril que hemos creado, dejándoles como legado a nuestros hijos un mundo enfermo y profanado.

La opción es sencilla. ¿Podemos recordar la totalidad que se encuentra en nuestro interior, la totalidad que une el espíritu y la materia? ¿O vamos a seguir por el camino que ha abandonado a la deidad femenina, que ha separado a las mujeres de su sabiduría y poder sagrados?

Un mundo que no está conectado con su alma, no puede sanarse. Sin la participación de la deidad femenina, nada nuevo puede nacer.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Jazz/Fusion Mix 2012-01-02



2012-01-02 Jazz/Fusion Tracklist:
1.Gregory Privat - Fos Ti Moun (00:00)
2. Lyambiko - Sitting In A Tree (07:04)
3. NANIWA EXPRESS -- AURORA (11:11)
4. Re-Trick -- Ludwig (16:58)
5. SAORI YANO -- Blue Bossa (23:48)

Lyambiko - Malaika



Lyambiko, é uma cantora que nasceu na Tanzânia, filha de pai e avô ligados ao Jazz, e foi para Berlim para ingressar na Academia de Música.
Em 2001 forma o Quarteto Lyambiko em Berlim.

sábado, 20 de outubro de 2012

Pedaço de mim - Chico Buarque

The professor and his philosophy class




A professor stood before his philosophy class and had some items in front of him. When the class began, he wordlessly picked up a very large and empty mayonnaise jar and proceeded to fill it with golf balls. He then asked the students if the jar was full. They agreed that it was.

The professor then picked up a box of pebbles and poured them into the jar. He shook the jar lightly. The pebbles rolled into the open areas between the golf balls. He then asked the students again if the jar was full. They agreed it was.

The professor next picked up a box of sand and poured it into the jar. Of course, the sand filled up everything else. He asked once more if the jar was full.. The students responded with a unanimous 'yes.'

The professor then produced two Beers from under the table and poured the entire contents into the jar effectively filling the empty space between the sand.The students laughed..

'Now,' said the professor as the laughter subsided, 'I want you to recognize that this jar represents your life. The golf balls are the important things---your family, your children, your health, your friends and your favorite passions---and if everything else was lost and only they remained, your life would still be full. The pebbles are the other things that matter like your job, your house and your car.. The sand is everything else---the small stuff.

'If you put the sand into the jar first,' he continued, 'there is no room for the pebbles or the golf balls. The same goes for life.

If you spend all your time and energy on the small stuff you will never have room for the things that are important to you.

Pay attention to the things that are critical to your happiness.

Spend time with your children. Spend time with your parents. Visit with grandparents. Take your spouse out to dinner. Play another 18. There will always be time to clean the house and mow the lawn.

Take care of the golf balls first---the things that really matter. Set your priorities. The rest is just sand.

One of the students raised her hand and inquired what the Beer represented. The professor smiled and said, 'I'm glad you asked.' The Beer just shows you that no matter how full your life may seem, there's always room for a couple of Beers with a friend.

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Fernando Pessoa - Praticando o Desapego

Midnight Oil - Beds Are Burning




Nuno Maia...só podia ahahahahah

Homens



"Para viver um grande amor, preciso é muita concentração e muito siso, muita seriedade e pouco riso — para viver um grande amor.
Para viver um grande amor, mister é ser um homem de uma só mulher; pois ser de muitas, poxa!
É de colher — não tem nenhum valor.
Para viver um grande amor, primeiro é preciso sagrar-se cavalheiro e ser de sua dama por inteiro — seja lá como for.
Há que fazer do corpo uma morada onde clausure-se a mulher amada e postar-se de fora com uma espada — para viver um grande amor.
Para viver um amor, na realidade, há que compenetrar-se da verdade de que não existe amor sem fidelidade — para viver um grande amor.
Pois quem trai seu amor por vanidade é um desconhecedor da liberdade, dessa imensa, indizível liberdade que traz um só amor.
Para viver um grande amor é muito, muito importante viver sempre junto e até ser, se possível, um só defunto — para não morrer de dor.
Mas tudo isso não adianta nada, se nesta selva obscura e desvairada não se souber achar a bem-amada — para viver um grande amor."

Vinícius de Moraes 
(19 de Outubro de 1913 - 9 de Julho de 1980)
Muitos Parabéns!!!!



É lindo, não é?
Há os homens - regulares - e depois há os Amantes natos.
São duas categorias que, raramente se cruzam mas, que milagre lindo de se ver quando uma excepção acontece.
Amo os Homens - mas amo ainda mais os Amantes:
esses são do âmbito da Eternidade.

Johnny Depp Funny Scene



Once Upon A Time In Mexico

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Viajar



” Nós próprios eis a questão da viagem. Nós próprios e mais nada. Ou pouco mais. Pretextos, ocasiões, múltiplas justificações, sem dúvida, mas de facto fazemo-nos à estrada movidos unicamente pelo desejo de nos reencontrarmos, ou mesmo de nos encontrarmos. A volta ao mundo nem sempre basta para atingir este frente a frente. Por vezes nem sequer uma vida inteira. Quantos desvios ou quantos lugares, antes de saber que estamos na presença daquilo que levanta levemente o véu do ser? Os trajectos dos viajantes coincidem sempre, secretamente, com as procuras iniciáticas que colocam a identidade em jogo.”

“A viagem pressupõe uma experimentação sobre si próprio que remete para os exercícios habituais dos filósofos antigos: o que posso saber sobre mim? O que posso descobrir acerca de mim se mudar de lugar, de orientação e modificar as minhas referências? O que resta da minha identidade quando me liberto das amarras sociais, comunitárias, tribais, quando fico sozinho, ou quase, num meio ambiente quando não hostil, pelo menos inquietante, perturbador, angustiante?”.

Michel Onfray
in,Teoria da Viagem

O significado da palavra merda

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Kruder & Dorfmeister - High Noon

YATRA - Uma viagem externa, interna e secreta

                                     


Este video é um promo do documentario YATRA - UMA VIAGEM EXTERNA, INTERNA E SECRETA.
Para maiores informacoes visite o site oficial www.projetoyatra.com.br.
www.dharmayatri.org

This is a trailer for the documentary YATRA - AN OUTER, INNER AND SECRET JOURNEY. For more information, visit the official website www.yatraproject.com

O Fragmento de Chagas



Sê incoerente!
Porque a vida é incoerente!
Porque se um dia acreditaste que o amor era para sempre e que a fidelidade era tudo o que fazia sentido, noutro dia podes acreditar que o amor é aquilo que cada noite trouxer e que a fidelidade é aquilo que cada um quiser.
E não fiques com remorsos por teres mudado.
Não fiques a pensar que és má pessoa porque acabaste de fazer aquilo que prometeste a ti mesmo que nunca irias fazer.
E sobretudo isto:
Nunca prometas a ti mesmo nada que não possas cumprir.
E na verdade só há duas coisas que não podes prometer a ti mesmo jamais fazer:
Tudo e mais alguma coisa.
Sê o mais incoerente que puderes ser, se só isso for coerente com aquilo que és.
Faz sentido, não faz?

PCF

Amor e Paixão



Descobri este texto pela net e não resisti em publicá-lo...Está escrito com sentido, pode-se concordar mais ou menos ou até assim assim, mas quem o escreveu sabia do que falava.

"Depois de tanto tempo, lembrar o que é estar apaixonado é meio complicado, mas não tanto.
Antes de tudo, é preciso saber separar a atracção sexual, a amizade, a paixão e o amor, são quatro emoções diferentes. Ainda há uma relação bem interessante de afecto, aquela do fã para com o ídolo.
O amor é o fim da longa caminhada, o momento em que se decide parar; no caso da atracção sexual, é como uma caça. Tanto a paixão, quanto a atracção, perdem o sentido quanto nasce o verdadeiro amor.
Todos os sentimentos humanos, se bem controlados, podem levar ao amor. O problema é que o amor não deve ser forçado, não se deve obrigar a parceira a amá-lo.

Uma amizade pode transformar-se em amor, a identificação com a outra pessoa, quanto aos objectivos, ideais, cultura, costumes, forma de viver, tudo isso pode levar a conclusão de que chegou o momento de compartilhar duas vidas juntos.
A paixão é o sentimento mais próximo do amor, podendo até ser confundido com este. Quando uma pessoa se sente atraída pelo charme, olhar, preferências, beleza física, dinheiro, estilo de vida, admiração, isso pode ser paixão.

Uma pessoa apaixonada pensa na sua companheira o tempo todo, idealiza e imagina como é estar vivendo com essa pessoa. Depois de estudar cuidadosamente as preferências da pessoa amada, inicia uma busca de atingir esse nível, conquistando a admiração dessa outra pessoa.
A paixão é descrita por alguns poetas e escritores como uma febre forte, perigosa, uma doença que tortura o paciente levando-o a perder a sanidade.
Uma pessoa apaixonada delira, sonha acordada, realiza desejos dormindo, trata o objecto do desejo como a busca da realização de um sonho.

O amor não é tão forte, demora para se concretizar e não é detectado. Esse talvez seja o motivo de algumas pessoas amarem a melhor amiga. A convivência já existe, já existe também a estrutura de relacionamento e essa proximidade acaba transformando-se em amor.
Enquanto a paixão é como uma relação de dois animais selvagens, o amor surge de uma convivência, uma caminhada pela vida.
Repare que a semelhança é muito grande, a diferença é sútil. A intensidade é a característica mais clara.
O amor é espiritual, há vários tipos de amor, mas com uma intensidade semelhante; a paixão é única, possessiva, dominadora, capaz de levar uma pessoa a esquecer-se de tudo.
Pode-se morrer por um amor, assim como pode-se morrer por uma paixão; o apaixonado decide tudo na hora, a pessoa que ama já tem tudo decidido na cabeça e no coração.

Como um homem descobre que está apaixonado (amando)? – Esse é o menor dos problemas, a pessoa passa a se aproximar da pessoa amada, adapta-se ao seu modo de vida, o que não é difícil, já que são muito parecidos. Por desenvolverem uma espiritualidade muito forte, amadurecem-se rapidamente, tornam-se companheiros em várias actividades, cúmplices por toda a vida, independentes de casamento.
Como um homem descobre que está apaixonado (desejando)? – A pessoa pensa e vive pela outra pessoa, ao invés de se tornar companheiro, faz qualquer coisa por ela, vive pelos dois. Uma pessoa apaixonada pode fugir com outra, abandonar tudo, executar um acto impensado.
Uma pessoa apaixonada (desejando), trai, mas não admite ser traída; admira, adora, sonha, cobiça, deseja, mas não admite esses sentimentos de seu companheiro.

Uma pessoa que ama estará sempre ao lado da pessoa amada, mesmo que seja traída, continuará amando eternamente. Uma pessoa apaixonada acredita que “O amor seja infinito enquanto dure, posto que é chama”. No final, o apaixonado acredita que estará sozinho pois “O amor não dura para sempre”.
A pessoa que ama, mesmo traída, sempre terá a pessoa amada ao seu lado. Seu filho não será fruto de um pecado, mas uma bênção divina, assim como tudo que lembre esse amor. A pessoa que ama não deseja o pior, nem alimenta o ódio, apenas espera eternamente pela volta, ou pelo chamado, mesmo que seja apenas para sentir um olhar.

O amor vive além da morte, sua força é tamanha que algumas pessoas se casam mesmo sem amar, mas sabendo que são amadas, sabendo que terão alguém além da eternidade junto de si.
O amor sempre aumenta a medida que o tempo passa, ao contrário, a paixão se consome, como uma chama que devora a si mesmo."

Jânio

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Bukowski: Born into This (2003) [Legendado]



Documentário sobre a vida do escritor e poeta Charles Bukowski (1920-1994). O filme traça a sua vida extraordinária, desde abuso infantil, seguindo através décadas de pobreza e alcoolismo, numerosos postos de trabalho, relações turbulentas, empregado nos correios por 14 anos e seu eventual reconhecimento internacional como poeta e romancista. O diretor John Dullaghan passou sete anos pesquisando e filmando Bukowski: Born Into This, realizando dezenas de entrevistas com parentes, vizinhos, amigos de infância, colegas de trabalho nos correios , namoradas e outros poetas.

Um dos meus poetas preferidos!!!

domingo, 14 de outubro de 2012

Barcos




“Nós, gente do povo, sentimos tudo, mas não sabemos nos exprimir; 
temos vergonha, porque compreendemos, mas não sabemos dizer o que compreendemos. 
E muitas vezes, por causa desse embaraço, revoltamo-nos contra os nossos pensamentos. 
A vida bate-nos, tortura-nos de todas as maneiras e feitios, 
queremos descansar, mas os pensamentos não nos largam.”

Máximo Gorki
in, A Mãe

A Traição do Eu





“Afinal, ele executava apenas o que os outros esperavam dele; ele não estava implicado nos próprios actos! Como nunca dava a entender a sua vontade própria, julgava-se invulnerável e sentia-se «livre». Mas evidentemente, só era livre num sentido virtual, visto que jamais ponha as suas próprias ideias em prática. 
Assim sendo, a sua autonomia existia apenas na sua imaginação”.


A Traição do Eu
Arno Gruen

Tempestade




"Jovem guerreiro, você diz ter a tempestade levado tudo que possuía e que ninguém pode imaginar sua dor.
Quero lhe dizer que sei o quanto sofre, porque sei que sua dor é tão grande quanto o seu apego.
Esforce-se para perceber que a tempestade nada levou!
Seus verdadeiros tesouros ainda estão com você:
sua consciência, sua saúde, seus amigos, sua intelectualidade, sua inteligência,
seu sentimento de amor, seus amores, sua compreensão do que é amar,
o acervo psíquico e moral de seu espírito, a evolução que conseguiu alcançar...
Responda-me, então:
o que a tempestade levou?” 

Xamã Sherotáia Kê Takoshemí 

Paradoxo do amor a todo o custo



“Embora muitas pessoas pensem que o amor as libertará da solidão, a verdade é que é a capacidade de estar só que permite a disponibilidade para o amor. 
Quando deixarmos de acreditar que o outro nos vai salvar, quando deixamos de esperar que ele ponha fim às nossas angústias, podem surgir novos laços.”

Marie – France Hirigoyen
in, "As novas solidões, na era da comunicação estamos todos mais sós" 


"Pela capacidade de estar só acede-se a uma solidão, que confirma que é possível tomar conta de nós mesmos e de regularmos o nosso amor – próprio. Cria-se então, no interior de nós, um espaço disponível para o outro, e para uma forma mais autêntica de amar, porque este passa a ser escolhido numa noção de continuidade de quem somos e do que nos convém.

Perder a noção do nosso eu, ou o escondermos na ânsia do amor a todo o custo, arriscamo-nos a uma total dependência e confusão entre nós e o outro. É a passividade no jogo da relação. E revelá-lo tarde demais, seria desastroso."

Adoro paradoxos!!!!!

2011 Rip to the Tip Intro Trailer.m4v

A Beautiful Mess - Jason Mraz

                                             


You've got the best of both worlds
You're the kind of girl who can take down a man,
And lift him back up again
You are strong but you're needy,
Humble but you're greedy
And based on your body language,
And shoddy cursive I've been reading
Your style is quite selective,
Though your mind is rather reckless
Well I guess it just suggests
That this is just what happiness is

And what a beautiful mess this is
It's like picking up trash in dresses

Well it kind of hurts when the kind of words you write
Kind of turn themselves into knives
And don't mind my nerve you could call it fiction
But I like being submerged in your contradictions dear
'Cause here we are, here we are

Although you were biased I love your advice
Your comebacks they're quick
And probably have to do with your insecurities
There's no shame in being crazy,
Depending on how you take these
Words I'm paraphrasing this relationship we're staging

And what a beautiful mess this is
It's like picking up trash in dresses

Well it kind of hurts when the kind of words you say
Kind of turn themselves into blades
And kind and courteous is a life I've heard
But it's nice to say that we played in the dirt oh dear
Cause here we are, Here we are
Here we are [x7]
We're still here
What a beautiful mess this is
It's like taking a guess when the only answer is yes

Through timeless words, and priceless pictures
We'll fly like birds, out of this earth
And times they turn, and hearts disfigure
But that's no concern when we're wounded together
And we tore our dresses, and stained our shirts
But it's nice today, oh the wait was so worth it.

A HERANÇA GREGO OU ROMANA



"Se nós pudéssemos viver sem mulheres, cidadãos de Roma, cada um de nós viveria sem tal incómodo. 
Mas como a natureza planeou que nós não podemos viver bem com elas nem sem elas, é preferível então decidir em função de uma preservação sustentável da nossa espécie, em vez de (as usar) para um prazer passageiro.”

Quinto Cecílio Metelo Macedônico 
general, cônsul e censor em 131 A.C...


Não é à toa que a Europa se está a desmoronar nos dois pilares que levaram àquele desastre metafísico que é a "civilização ocidental":
A Grécia, berço do racionalismo que alienou mente e corpo, razão e emoção, o masculino do feminino.
Portugal, que lançou a escravatura transatlântica, a conversão religiosa forçada, o capitalismo, o estado moderno e a destruição ambiental.

Que caiam os Impérios da força e poder, e nasçam os seres livres.